Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TELEVISÃO

Babu Santana, o Jacinto de "Novo Mundo", ganhou notoriedade ao participar do "BBB 20"

O ator aparece com destaque em reprise de novela, que vai ao ar de segunda a sábado
11/08/2020 16:30 - Márcio Maio/TV Press


O ano de 2020 já foi, sem dúvidas, o mais impactante da carreira de Babu Santana. O ator ganhou notoriedade ao interpretar Tim Maia na cinebiografia do cantor e conquistou, por duas vezes, o Grande Otelo, importante prêmio do cinema brasileiro: como coadjuvante, em “Estômago”, em 2007, e como ator, por “Tim Maia”, oito anos depois. Curiosamente, foi ao aceitar participar da 20ª edição do “Big Brother Brasil” que ele se tornou, de fato, conhecido pelo público. E agora, com a paralisação das gravações de novelas na Globo, tem a chance de rever “Novo Mundo”, na qual viveu o capataz Jacinto. “Foi uma felicidade enorme saber que uma novela tão importante para mim está sendo reexibida em edição especial. É muito bacana toda a trama e eu adorava o fato de ter espadas e ser algo diferente de muitas coisas que eu já tinha feito”, afirma.

Babu lembra que a preparação para interpretar o papel na trama de Thereza Falcão e Alessandro Marson foi uma das mais intensas que já enfrentou na televisão. Inclusive pela grande quantidade de encontros promovidos entre o elenco. “Tivemos aulas de história, montaria, tudo para conceber um personagem que fosse marcante e verdadeiro”, recorda. Um esforço que, assegura, foi recompensado. “Principalmente pela relevância e necessidade das temáticas abordadas, como o tráfico de escravizados. É especial ver a arte a serviço de temáticas como esta”, analisa.

Na hora de elencar as principais dificuldades que teve de superar, o ator não pestaneja. “Montar a cavalo sempre foi algo que eu achava difícil e sentia, claro, certo medo. As cenas que envolviam isso certamente foram bem desafiadoras. Mas um grande aprendizado e uma oportunidade única”, conta. Mesmo hoje, enquanto a reprise vai ao ar, a repercussão tem sido bem positiva. “Somos carentes de histórias com esse enriquecimento. Vejo que o público recebe uma trama que fala da história do Brasil com bons olhos. É cultura, entretenimento e aprendizado. Isso é muito valioso”, avalia.

Sobre a participação no “Big Brother Brasil”, Babu frisa: tentou passar coisas positivas e nas quais acredita. Como ator, sabia que não estava ali para interpretar um personagem. “Algumas pessoas acharam que eu me vitimizei. E que pena isso. Só relatei fatos que me levaram a querer concorrer ao prêmio, a me expor. Eu sabia do alcance que eu poderia ter com o público no futuro, ganhando o programa ou não”, confessa. E foi exatamente isso o que aconteceu. “O prêmio seria pouco perto da emoção que estou sentindo, por isso eu me sinto muito vitorioso”, garante.

O momento, porém, foi um tanto atípico para colher os frutos da experiência. Então, enquanto o entretenimento ainda vai tendo seu “novo normal” definido, Babu aproveita para investir nos projetos próprios. “Estou me dedicando ao meu canal, que estreou recentemente, além de rascunhar alguns outros projetos que tenho vontade de fazer. Tanto no cenário teatral e da televisão quanto na música”, diz.

 
 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!