FOLIA

Com 32 eventos, Campo Grande quer organizar o maior Carnaval do Centro-Oeste

Programação inclui bloquinhos, shows de artistas conhecidos e atividades pagas
11/02/2020 12:30 - Daiany Albuquerque


 

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur) lançou nesta terça-feira (11) a programação da cidade para o Carnaval deste ano. Ao todo são 32 atividades, entre gratuitas e pagas, distribuídas por toda a cidade. Segundo a titular da pasta, Melissa Tamaciro, o objetivo é que Campo Grande se torne a capital com o maior Carnaval do Centro-Oeste.

“As entidades privadas e as associações acreditaram na nossa organização. Criamos, como prefeitura, um selo único, para que todos pudessem se unir na comunicação e criar uma identidade única nesse Carnaval. Todos estão unidos para transformar Campo Grande na maior capital do Carnaval do Centro-Oeste e o que a gente está fazendo é divulgando as manifestações das entidades quando elas demonstram interesse em criar uma programação específica para esse período”, afirmou a secretária.

A programação completa consta no site oficial do carnaval de Campo Grande, que é atualizado diariamente. “Dentro do nosso site, a gente transformou o agendão do Carnaval em um agendão dinâmico e vivo, todos os dias têm alteração de agenda e inclusão de atividades. É o carnaval mais integrado e mais plural, porque tem evento para todo e qualquer tipo de gosto”, disse Tamaciro.

Este ano terá a volta do Carnaval da Fernando Corrêa da Costa, com nomes de peso, como Art Popular (na abertura do Carnaval de rua), Henrique e Diego e Boka Loka no encerramento. Além dos bloquinhos já tradicionais da Esplanada Ferroviária, Cordão da Valu e Capivara Blasé e o desfile das escolas de samba da Capital que acontece na Praça do Papa.

 

 
 

A prefeitura também planejou atividades para as pessoas que não gostam de folia. “Fizemos uma pesquisa e verificamos que uma boa parte da população deseja o refúgio, a reflexão, outra parte quer a diversão, a folia nas ruas, portanto nós fizemos uma programação tanto para aqueles que querem ficar isolados, orando ou praticando a sua fé, como aqueles que querem andar nas ruas, nos blocos ou nos cordões”, explicou o prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD).

Entre as opções para os não adeptos a folia está o Carnaval Holístico, que acontece entre os dias 22 e 23 deste mês, no Bosque da Paz, localizado no bairro Carandá Bosque, das 15h às 19h. Também haverá opção de trilhas, bóia-cross e rapel.

A Sectur também fez uma parceria com alguns hotéis da Capital, que oferecerão um preço menor durante os dias de folia. “Os 15 principais hotéis de Campo Grande quebraram a tarifa, fizeram um tarifário que é muito atrativo, para trazer esse turismo do interior do Estado, do Centro-Oeste, essas pessoas estão interessadas pelo nosso Carnaval plural”, declarou Tamaciro.

Para essas atividades a Prefeitura de Campo Grande investiu cerca R$ 300 mil, conforme a secretária de Cultura, além dos R$ 380 mil destinados às destinados as escolas de samba da Capital pelo Governo do Estado.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

 

 
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".