Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

TELEVISÃO

Coração de mãe

À frente do “Troca de Esposas”, Ticiane Pinheiro se esforça para controlar a emoção nas gravações
05/02/2020 10:01 - MÁRCIO MAIO/TV Press


 

Quando a nova temporada do “Troca de Esposas” estrear na Record hoje, quarta-feira, às 22h30, Ticiane Pinheiro dificilmente vai segurar a emoção. A carioca de 43 anos confessa que, durante as gravações do reality show, tem chorado além do esperado. Primeiro, garante, pelo grau de transformação que a experiência tem realizado em seus participantes. Mas também pelas surpresas que têm presenciado como mediadora dos debates de cada episódio. “De repente, você acaba julgando as pessoas pela primeira impressão. Mas vê o coração delas, vê as que se saem bem mesmo fora da rotina delas. E que acabam abrindo o coração, acho que isso faz com que a gente se encante e se identifique”, defende ela, que também é apresentadora do matutino “Hoje em Dia”.

No programa, esposas ou maridos trocam de casa e passam a seguir as regras do novo lar, tentando também impor sua rotina à nova família. Isso em um período de uma semana. Um prazo que Ticiane entrega: não teria a coragem de cumprir longe de casa. “Para mim, é muito difícil ficar longe do meu marido e das minhas duas filhas. Não é só ficar sete dias longe, é perder o contato também nesse tempo. Pela experiência, vale muito a pena, você sai com um aprendizado. Mas eu não resistiria”, conta ela, que é casada com o jornalista César Tralli.

Ticiane Pinheiro

Nesta temporada, o programa será exibido sempre às quartas-feiras, com 11 episódios no total. Em quatro deles, serão os maridos que vão trocar de lar. Para buscar uma identificação ainda maior com o público, Ticiane está rodando o Brasil. As gravações desta segunda edição estão acontecendo desde o ano passado, em estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Santa Catarina e Bahia. “A equipe apresenta os participantes e juntos, a gente começa a palpitar sobre quem deve trocar com quem, qual dupla de esposas ou maridos pode ser legal e qual não tem nada a ver de trocar”, explica Ticiane, que assiste a alguns programas antes deles irem ao ar. “Quando eu vou à produtora para gravar os ‘offs’, consigo ver alguma coisa”, diz.

Mãe de Rafaella, de 10 anos, e de Manuella, de apenas seis meses, Ticiane admite que seu envolvimento no reality acabou mudando, também, a forma como se comporta com a família. Manu ainda é muito pequena, mas Rafa já experimenta uma nova rotina em casa com a mãe. Antes, ela passava os finais de semana com as meninas sem empregados, mas desempenhando todas as tarefas domésticas sozinha. Agora, Ticiane decidiu colocar em prática algo que aprendeu com as mães que conheceu a partir do “Troca de Esposas”. “Vejo que é comum as crianças ajudarem, fazerem tarefas domésticas simples junto com os pais. Comecei a chamar a Rafa para me ajudar a arrumar a cama dela, por exemplo, ou me auxiliar enxugando algo na cozinha. E ela gosta e ficamos ainda mais próximas”, exemplifica ela.

Outro ponto que mudou em sua rotina familiar graças a experiências que vivenciou no programa está nas refeições. Ticiane conta que comprou uma caixa e colocou na mesa. Lá, todos que se sentam para comer precisam deixar os telefones celulares. “Ninguém mexe mais no telefone nesses momentos. Está proibido”, determina a apresentadora, que se diz realizada profissionalmente. Porém, Ticiane se mostra segura nessa longa trajetória de 36 anos de carreira. “Trabalho na tevê desde os 7 anos, quando estreei na Bandeirantes, no ‘TV Criança’. É claro que fico feliz por estar onde estou. Mas também sei que batalhei e me preparei para chegar até aqui”, valoriza.

Felpuda


Esforços vêm sendo feitos por certos candidatos derrotados na tentativa de conseguir emplacar em cargos públicos comissionados alguns ex-integrantes das equipes de trabalho da campanha eleitoral.

A preocupação não seria, na realidade, com situação de dificuldades que essas pessoas enfrentariam a partir de agora, mas, sim, para livrarem-se de pagar pendências trabalhistas referentes ao período da disputa. Tem cada uma!