Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Crise do coronavírus fecha bar após 17 anos em funcionamento

Instabilidade motivou proprietário do Twist a encerrar atividades
14/04/2020 14:47 - Naiane Mesquita


Há quase duas décadas no mesmo endereço, o Twist Bar acaba de fechar as portas. Com um comunicado sincero e uma foto intimista, o proprietário Maurício Wanderley aponta a instabilidade por conta do novo coronavírus como a causa do encerramento das atividades. 

Em entrevista ao Correio do Estado, Maurício ressalta que as medidas de segurança impactam diretamente o negócio, que funciona desde abril de 2003, mais como entretenimento do que restaurante. “Se tornou inviável manter o Twist porque não sabemos o que vai acontecer nos próximos meses. As medidas de segurança impostas para o funcionamento, como trabalhar com 30% da casa e o toque de recolher impactam na sustentabilidade do bar. Mas, tem que ser feito, não tem outro, ganhamos de um lado e perdemos de outro”, explica.

Maurício ressalta que compreende as questões envolvidas e não condena as medidas de segurança adotadas pela Prefeitura de Campo Grande para conter o avanço da Covid-19. Mesmo assim, é difícil assimilar o fim. “Dói muito fechar, são 17 anos com Twist aberto. Foi tudo muito rápido, não sabemos como vai ser. É complicado se despedir dessas pessoas, porque fidelizamos muitos clientes, não posso nunca reclamar do público de Campo Grande”, indica.

Sem sócios ou investidores, o Twist foi comandado apenas pelo empresário, que nasceu em Corumbá, foi funcionário público por anos, mas encontrou no bar a verdadeira vocação. Além do estabelecimento, ele mantém ainda na ativa uma cafeteria localizada em um hospital de Campo Grande. 

No local trabalhavam oito funcionários ao lado de Maurício. “O mais novo tinha três anos de casa e o mais velho, 16 anos. É muito triste. Honestamente sou apaixonado pelo que eu faço, não é um trabalho sem prazer. Gosto de ver a casa cheia, o barulho do talher. Porém, eu preciso ganhar dinheiro também, não é só prazer”, acredita. O empresário nega que tenha fechado as portas por problemas financeiros. “É para evitar esses problemas”, pontua. 

A fachada do bar localizada na Antônio Maria Coelho foi uma das primeiras da rua, que tem vários restaurantes. “O local foi construído para ser o Twist, era um terreno baldio. Quem transformou essa rua, falo sem falsa humildade, foi o Twist”, ressalta. 

 
 

Felpuda


Dia desses, há quem tenha se lembrado de opositor ferrenho – em público –, contra governante da época, mas que não deixava de frequentar a fazenda de “sua vítima” sempre que possível e longe dos olhos populares. Por lá, dizem, riam que só do fictício enfrentamento de ambos, que atraía atenção e votos. E quem se lembrou da antiga história garantiu que hoje ela vem se repetindo, tendo duas figurinhas carimbadas nos papéis principais. Ô louco!