Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COLUNA CLOSE

Danni Suzuki em um universo totalmente novo

Em “Arcanjo Renegado”, a atriz vive intensa e dura realidade policial
02/04/2020 23:00 - Caroline Borges/TV Press


Danni Suzuki sabe que suas pretensões a artísticas são uma forma de comunicação e aprendizado. Tanto é que sua participação na série “Arcanjo Renegado”, disponível para os assinantes do Globoplay, a colocou em contato com um universo totalmente novo. Mas, além disso, também deu voz a um grupo importante da sociedade. Na série criada por José Júnior e com direção geral de Heitor Dhalia, a atriz vive Luciana, uma capitã da PM e chefe do posto policial de Miracema, cidade do interior para onde o protagonista Mikhael, papel de Marcello Melo Jr., é transferido. “Mostrar uma mulher nessa posição é algo muito importante. Ter a oportunidade de dar vida a essa mulher foi transformador para mim. Eu passei a admirar ainda mais essas profissionais. Na minha preparação, entendi como funciona toda hierarquia, a função de cada um, assim como cada um se comporta e conquista seu respeito em seu posto. E como é diferente o posicionamento da mulher e do homem em um mesmo cargo”, explica.

Na história, Luciana conquistou o respeito de seus subordinados e de toda a população local graças à fama de ser justa e boa mediadora. De uniforme e com os cabelos sempre presos, impõe autoridade. A chegada de Mikhael em Miracema, no entanto, mexe com a policial. A princípio, os dois se estranham, mas logo surge uma forte atração entre eles. “‘Arcanjo Renegado’ tem uma história muito boa e o enredo me instigou muito. E Luciana também. Ela é uma personagem tão rica. Ela é uma mulher em uma posição de comando na polícia, uma instituição tão masculina ainda”, afirma Danni, que recebeu um convite de José Junior para participar da série, mas, ainda assim, passou por alguns testes. “Quando li o roteiro, pipoquei na cadeira. Retornei a ligação muito animada. Passei por alguns testes com o Heitor Dhalia. Fiquei muito feliz de ter sido aprovada por todo time porque era uma personagem que eu queria muito fazer”, completa.

Para viver Luciana, Danni passou por um intenso e rigoroso treinamento com profissionais da área policial. Antes do início das gravações, a atriz teve aulas com o Major Blaz, que foi do Bope por 10 anos. Ao lado de parte do elenco, Danni aprendeu sobre posicionamento e treino tático. “Tenho admiração pelo trabalho dos policiais e ter a possibilidade de ver isso de perto só aumentou meu respeito e minha admiração. Tinha dias em que eu ficava com as pernas doendo porque o treinamento foi muito pesado (risos). E, quando estava em Los Angeles, aproveitei para fazer algumas aulas de tiro com o preparador Taran Butler. Foi uma experiência que somou à preparação que já estava tendo para série e fez diferença na hora das cenas”, afirma.

A oportunidade em “Arcanjo Renegado” marca a volta de Danni ao Grupo Globo após participar da temporada de 2014 de “Malhação”. Nos últimos anos, a atriz tem se dividido entre o Brasil e os Estados Unidos. A experiência de vivenciar uma nova cultura tem sido extremamente enriquecedora para Danni. “Moro nos dois lugares. Ter a experiência de uma outra cultura nos faz crescer como seres humanos. Acho uma experiência muito importante e busco proporcionar isso para o Kauai (filho) também”, aponta. Atualmente, Danni está usando o período de quarentena para repensar opiniões e atitudes. Para a atriz, esse momento é ideal para uma autorreflexão e maior aproximação familiar. “Estou aproveitando para pensar sobre isso e invisto em atividades como ioga, os cuidados da casa, os cuidados com o Kauai. Aproveitamos muito o tempo juntos, assistimos a filmes, conversamos, eu o ajudo com as lições. É um tempo difícil, mas estou buscando o lado bom disso tudo”, pondera.

 

"Arcanjo Renegado" – Disponível para os assinantes da plataforma Globoplay.

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.