Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

CARMAIS

Confira as dicas e novidades semanais sobre automóveis no Brasil e no mundo

As vendas das duas versões do Peugeot 208 com câmbio manual já iniciaram
17/11/2020 13:50 - Daniel Dias/AutoMotrix


Na palma da mão 

A família do novo 208 acaba de crescer: a Peugeot inicia as vendas de duas novas versões, a Like e a Like Pack. Ambas trazem como novidade a transmissão manual de 5 marchas ­­– o motor é o mesmo EC5 1.6 aplicado às demais configurações automáticas. Os preços dos dois novos integrantes do modelo partem de R$ 65.990. A Like atenderá prioritariamente a empresas e frotistas, enquanto que a Like Pack oferece um pacote de itens de série da família, como repetidores de pisca nos retrovisores, airbags frontais e laterais, controle de estabilidade e tração, cintos de segurança de três pontos e apoio de cabeça para todos os ocupantes, travas e vidros elétricos, ar-condicionado digital, computador de bordo, piloto automático, chave do tipo canivete com telecomando das travas, banco do motorista com ajuste de altura, volante multifuncional, direção com assistência elétrica e ajuste de altura e profundidade, assistente de partida em rampa, sistema multimídia Peugeot Connect Radio com tela de 7 polegadas e comando de voz e Android Auto e Apple CarPlay. A Like Pack sai por R$ 69.990.

Estrela guia   

A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) e a Peugeot S.A. (Groupe PSA) revelaram nesta segunda-feira, dia 9 de novembro, o logo definitivo da Stellantis, o novo grupo que resultará da fusão 50/50% dos dois conglomerados. O logotipo simboliza a herança das empresas fundadoras da Stellantis e as forças combinadas do portfólio do novo grupo de quatorze marcas automotivas, bem como a diversidade de experiências profissionais de seus empregados que trabalham em todas as regiões do mundo. Junto com o nome Stellantis – cuja raiz latina “stello” significa “iluminar com estrelas” –, a representação visual mostra o espírito de otimismo, a energia e renovação de uma empresa diversificada e inovadora, determinada a ser um dos novos líderes na próxima era de mobilidade sustentável. A apresentação do logotipo é o mais recente passo para a conclusão do projeto de fusão, que deverá ocorrer até o final do primeiro trimestre de 2021.

 
 

Para alcançar as metas   

Como já havia ocorrido em setembro, o setor automotivo manteve sua recuperação em outubro com bons números de licenciamentos e de produção, de acordo com levantamento da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). A retomada se dá em um cenário de grandes desafios para a indústria automotiva e projeta para o fechamento do ano números bem próximos aos das projeções feitas pela entidade. A produção no mês foi de 236.468 autoveículos, crescimento de 7,4% sobre setembro, mas queda de 18% em relação a outubro de 2019. No acumulado dos dez meses, o recuo é de 38,5%, bem próximo à projeção de -35%. “Os resultados de outubro revelam os esforços da indústria para atender ao crescimento da demanda em alguns segmentos do mercado. Temos muitos desafios para atingir uma recuperação mais vigorosa, como os novos protocolos das fábricas, a dificuldade de planejar o médio prazo, a alta dos custos e, recentemente, a falta de alguns insumos”, ressaltou Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea.

Briga de cachorro grande

A Volkswagen apresenta na Europa o mais potente Golf já produzido, capaz de encarar concorrentes de peso como o Audi S3, o BMW M135i e o Mercedes-Benz AMG A35. O novo Golf R é equipado com um motor 2.0 turbo utilizado pelo S3 capaz de gerar, no hatch da Volkswagen, a potência de 320 cavalos e um torque de 43 kgfm. O propulsor é associado ao câmbio automático de 7 marchas. Segundo a marca alemã, o carro acelera de zero a 100 km/h em 4,7 segundos e pode atingir a velocidade final de 250 km/h, limitada eletronicamente. O Golf R tem ainda um pacote R-Performance para fazer crescer a velocidade máxima para 270 km/h. Esse pacote adiciona rodas de 19 polegadas (no lugar das de 18 polegadas padrão do modelo) e um spoiller traseiro maior. No Velho Continente, o novo Golf R custará a partir de US$ 48 mil (cerca de R$ 260 mil). Com o pacote R-Performance, a conta sobe para US$ 53 mil (R$ 282 mil).

 
 

Elétrico de aluguel

Em mais um passo de seu projeto de eletrificação no Brasil, a Nissan fornecerá o 100% elétrico Leaf para a locadora Movida. Serão inicialmente cinquenta unidades do modelo que estarão disponíveis tanto para o cliente pessoa física quanto jurídica, desde o aluguel eventual até o de longo prazo, a partir deste mês. “Essa parceria marca um novo passo em nosso projeto de eletrificação no Brasil. Começamos em 2012 com um projeto-piloto com uma frota experimental de táxis no Rio de Janeiro e em São Paulo até evoluirmos para o início da comercialização da nova geração do Leaf no ano passado. Como a melhor maneira de entender e desmistificar mitos do carro elétrico é usando ele no dia a dia, mais brasileiros agora poderão experimentar o Leaf com a possibilidade de locação pela Movida”, comemora Marco Silva, presidente da Nissan do Brasil.

Trezentos mil       

A Fiat Toro acaba de alcançar a marca de 300 mil unidades produzidas. Inovadora, ela inaugurou o conceito de SUP (Sport Utility Pick-Up) no país ao combinar a força e a robustez das picapes com o conforto e a dirigibilidade dos SUVs. Desde o seu lançamento, em 2016, o modelo coleciona recordes de vendas ano a ano. “A Toro definitivamente é um veículo que mudou a história da Fiat. É um sucesso instantâneo de vendas desde o início. A aprovação do consumidor é comprovada quando vemos resultados como a marca histórica que alcançamos de 92% de ‘market share’ no segmento C-picapes no acumulado deste ano”, destaca Herlander Zola, diretor do Brand Fiat e Operações Comerciais Brasil. A picape Toro é fabricada no Polo Industrial da FCA em Goiana, Pernambuco – mesmo dos Jeep Renegade e Compass –, dentro do conceito de indústria 4.0 e seguindo um rígido padrão de qualidade. Além de atender ao mercado nacional, a produção abastece a América Latina, com exportação para países como Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile. 

Partilha digital         

A Volkswagen do Brasil, em parceria com a Volkswagen Financial Services e Assobrav, estreia o “VW Sign&Drive”, um serviço de assinatura com contratação online criado para atender à maneira contemporânea de se consumir carros. Inicialmente, o programa estará disponível no Estado de São Paulo com os modelos T-Cross 200 TSI e Tiguan Comfortline. “A Volkswagen vive uma transformação digital sem precedentes, e o Sign&Drive é mais uma opção de mobilidade que trazemos ao mercado para os clientes desfrutarem dos nossos modelos. Em seis passos no nosso website, é possível aderir ao programa por assinatura”, explica Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina. O programa “VW Sign&Drive” permite que o cliente assine de forma digital o serviço por um período de um ou dois anos (a depender do modelo escolhido) e possa usufruir de um veículo Volkswagen. Estão inclusos na assinatura a documentação (IPVA, licenciamento e emplacamento), o seguro, a manutenção preventiva e a franquia de 1.800 quilômetros para rodar por mês. Será possível contratar o serviço de duas formas: online ou presencialmente na concessionária. Os planos variam de acordo com o modelo desejado: o T‑Cross 1.0 200 TSI nas cores Cinza Platina ou Preto Ninja está à disposição a partir de R$ 1.899 por mês no plano de um ano. Já o Tiguan Comfortline nas cores branco, prata pirita e preto fica a partir de R$ 3.659 por mês no plano de dois anos. Mais informações estão disponíveis no site vw.com.br/signanddrive.

 

Felpuda


Outrora bons de votos – faziam adversários temerem o confronto nas urnas –, agora, por mais que tentem, alguns políticos não conseguem, nem de longe, alcançar patamar de outros tempos e voltar ao que eram. 

O pior é que, a cada disputa, a preferência popular só vem diminuindo. Neste ano, a eleição municipal demonstrou que muitos já estão com prazo de validade vencido e rótulo gasto.

E faz tempo, hein?!