Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

POLÊMICA

Dupla de MS e Naiara Azevedo discutem por música na internet

João Bosco e Vinícius afirmam ter contrato de exclusividade de 'Onde não tinha espaço' por 12 meses
03/04/2020 19:15 - Naiane Mesquita


 

A dupla sul-mato-grossense João Bosco e Vinícius protagonizou um mal-estar nas redes sociais envolvendo a cantora Naiara Azevedo. A discussão entre os artistas ocorreu após o lançamento da música "Onde não tinha espaço", pela dupla e a cantora, com apenas um dia de diferença. 

No Instagram, a dupla sertaneja apresentou o contrato de exclusividade para gravação da canção composta por Elvis Elan e Henrique Castro.  Já Naiara não gostou da atitude dos artistas e resolveu responder nos comentários da publicação. "Fiquei muito surpreendida com a manifestação de vocês. Nós, artistas sertanejos, somos todos amigos, e inclusive sou uma grade fã e talvez por isso tenha achado desnecessário a atitude, pois ao meu ver o correto seria entrar em contato comigo ou com meu escritório para de fato saber se eu também tinha uma liberação dessa música", ressaltou a cantora. 

Por meio da assessoria de imprensa, a dupla comunicou que "o single faz parte do repertório da dupla desde 2018, quando foi inserida no  álbum digital “Do Nosso Jeito” e posteriormente regravada no DVD “Ao Vivo Em Goiânia” – registrado em outubro de 2019. Desde o dia 25 de março, a equipe responsável pelo digital de João Bosco & Vinícius iniciou um processo de divulgação deste lançamento, haja visto nos perfis oficiais nas redes sociais. A exclusividade de gravação da música, com duração de 1 ano, foi obtida por João Bosco & Vinícius no dia 23 de julho de 2019". 

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.