Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CULTURA

Durante a Semana Nacional dos Museus, lives, visitas guiadas e novos sites serão lançados para o público

Com o coronavírus, os ambientes responsáveis por guardar parte da história e da cultura da humanidade precisaram se adaptar
19/05/2020 07:00 - Naiane Mesquita


 

Não é de hoje que os museus de todo o mundo mantêm páginas na internet com espaços virtuais destinados à divulgação do acervo. Mas, com a pandemia do novo coronavírus e o cancelamento de visitações presenciais, os ambientes responsáveis por guardar parte da história e da cultura da humanidade precisaram se adaptar.  

Durante a 18ª Semana Nacional de Museus, os espaços foram convidados a refletirem sobre essas mudanças, que vão muito além do isolamento social.  

A Semana Nacional de Museus é um evento idealizado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), cuja organização e coordenação estadual ficam a cargo do Sistema Estadual de Museus de MS.  

Em Campo Grande, participam este ano da programação os principais museus da cidade, entre eles: Museu José Antônio Pereira, Museu da Imagem e do Som e Museu de Arte Contemporânea.  

O primeiro ganhará hoje um tour virtual guiado, às 9h30min, por meio das redes sociais da Secretaria de Cultura e Turismo de Campo Grande (Sectur).  Clique aqui para acompanhar. 

A gestora do museu, Greice Mara Oliveira da Silva, será a responsável por mostrar o local aos visitantes virtuais, contando um pouco da história dos fundadores de Campo Grande – a família de José Antônio Pereira –, assim como das peças que compõem o museu. De acordo com o secretário da Sectur, Max Freitas, a proposta da live é contemplar diferentes públicos que desejam conhecer um pouco da história da cidade. “Resolvemos realizar a live às 9h30min porque acreditamos que a maioria das pessoas deve estar em casa neste período, principalmente os estudantes das redes municipal e estadual de ensino, que não estão com aulas presenciais. O museu conta a nossa história, e o tour pretende mostrar um pouco como é o espaço para quem nunca teve a oportunidade de ir”, explica Freitas.  

Segundo o secretário, o espaço ainda deve receber uma reforma em breve. “Nós temos um projeto de reforma e readequação do museu priorizando a acessibilidade. Estamos viabilizando recursos para isso”, frisa. 

 
 

Debates

Pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, gestora de vários museus da cidade, a programação será destinada ao debate.  Hoje, a partir das 19h, o Museu da Imagem e do Som transmite uma live sobre cinema LGBT+. 

Amanhã, a partir das 16h, a programação debate os Museus em Tempos de Pandemia. A live discutirá as dificuldades de digitalização de acervos, de aquisição e manutenção das obras. Na quinta, às 19h, pelo Instagram ocorre o debate sobre Representação e Representatividade do Negro no Cinema. Na sexta-feira, é a vez do cinema indígena ter voz, às 19h, em live no Instagram.  

Para finalizar, no dia 25 ocorre a live temática da Rede Educadores de Museus, discutindo a inclusão, às 16h.  Os debates podem ser acompanhados pelas redes sociais da FCMS, no Instagram e Facebook

Villa-Lobos

A Semana Nacional de Museus tem iniciativas espalhadas pelo País, como é o caso do Museu Villa-Lobos, no Rio de Janeiro, que preparou uma exposição virtual e gratuita denominada “Native Brazilian Music: 80 Anos”. O tour narra como se deu a gravação do LP “Native Brazilian Music” em 1940, com a apresentação de músicas de Cartola, Pixinguinha e Donga ao maestro britânico Leopold Anthony Stokowsk, fundador da Orquestra Sinfônica Americana e da Hollywood Bowl Symphony Orchestra. O encontro foi promovido pelo maestro Heitor Villa-Lobos.

Na mesma linha, a Casa Mário de Andrade, a Casa das Rosas e a Casa Guilherme de Almeida, que formam a Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo, promovem diversas atividades, desde lives até visitas virtuais. As atividades estão descritas no link http://poiesis.org.br/new/.

Além disso, desde ontem foram lançados novos sites institucionais do Museu do Diamante (MG) e do Museu Imperial (RJ). O Museu Casa Histórica de Alcântara (MA) e o Museu Casa da Hera (RJ) disponibilizaram os seus acervos on-line por meio da plataforma Tainacan.

 
 

Felpuda


Na troca de alfinetadas entre partidos que não se entenderam até agora sobre eventual aliança, uma outra peça está surgindo: trata-se do levantamento completo sobre investimentos feitos, recursos liberados, parcerias em todas as áreas, além do prazo de quando tudo isso começou. Caso os palanques venham a ficar distanciados, a divulgação será feita à exaustão durante a campanha eleitoral, para mostrar quem é quem na história. Os bombeiros continuam atuando.