Clique aqui e veja as últimas notícias!

PALCO VIRTUAL

Cia Dançurbana apresenta espetáculo ´R.U.I.A´ para crianças neste fim de semana

Na programação, há um minicurso que trará contextualizações e reflexões sobre mediação artística
27/10/2020 10:25 - Carol Alencar Cozzatti


Realidade Ultra-sônica de Invasão Aleatória – R.U.I.A é o nome do espetáculo feito pela Cida Dançurbana especialmente para crianças que estará em cartaz, de maneira virtual, nos dias 30 e 31 de outubro e 01 de novembro, às 10h e 16 horas.

´R.U.I.A´ aleatoriamente invade o recreio da escola, um ecossistema habitado por criaturas mitológicas, as brincadeiras e jogos da infância, etc. A escola, o sino, os risos. Autoridade amada e desconstruída, autoridade sem forma ou gesto. Não existe autoridade. 

A partir da filosofia da educação, do pensamento de Rudolf Steiner, os processos de construção seguiram através de propostas, oficinas de contação de histórias, palhaçaria, etc. Um montão de coisa que recheou os intérpretes de saberes para exercerem suas habilidades ´brincadeirísticas´ entre megazords e formas. Afinal o ser é o agente da ação, é quem experimenta a potente imaginação de contornar galáxias, construir espaços e voltar para o lanche sem rasgar o tecido da realidade... Ou fazendo isso só um pouquinho.

Na criação deste espetáculo a companhia fez uma ampla pesquisa bibliográfica, os criadores se aprofundaram nos estudos e descobriram mais sobre a infância por meio de uma linha de pensamento proposta por Rudolf Steiner, a Antroposofia, que discorre sobre a subdivisão da infância e da vida adulta em diferentes setênios (ciclos), a Teoria dos Setênios. 

Assim, este trabalho é voltado para crianças do segundo setênio (7 a 14 anos), período marcado pelo desenvolvimento das relações sociais, da memória cronológica, da compreensão da ligação entre causa-efeito. A obra lança mão de estímulos e objetos que são ressignificados e reinventados.

O espetáculo acompanha a programação da ´Temporada Quanto Custa?´, que por meio do projeto ´Confluências´, conta com o incentivo do Fundo Municipal de Investimento Cultural – FMIC/2019, da Prefeitura Municipal de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur).

É encenado por Adailson Dagher, Irineu Júnior, Jackeline Mourão e Livia Lopes, tem direção audiovisual e fotografia de Reginaldo Borges, direção geral de Marcos Mattos e Renata Leoni e, figurino por Maíra Espindola. Para a apresentação online, a Cia Dançurbana recriou esta obra, que integra o projeto ´Era Uma Vez – Dança para Crianças´, de 2019.