Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CARREIRA

Ex ministro Mandetta pode escrever até dois livros

Um da vida e o outro sobre a pandemia
23/04/2020 18:26 - Da Redação


Depois que deixou o Ministério da Saúde o agora ex ministro inicia o frisson entre as editoras de livros para tentar fechar negócio com Luiz Henrique Mandetta, que agora tem a pretensão de ser escritor e irá se lançar como tal. Quem está conduzindo e administrando as propostas e atuando como agente literária dele é sua filha, a advogada Marina Mandetta. O ex-ministro pretende escrever dois livros: um sobre a pandemia e outro a respeito de sua trajetória profissional e política. Entre as expectativas a maior delas é que ele possa revelar algo sobre os bastidores do combate à Covid-19 dentro do governo Bolsonaro.

Depois do desgaste que sofreu por quase 30 dias, e entrar em conflito o presidente Bolsonaro para tentar fazer prevalecer uma visão científica no combate à pandemia, ele saiu do cargo dizendo que o pico da doença no Brasil seria entre maio e junho. O ministério da saúde divulgou nesta quinta, 23, novo recorde de mortes por coronavírus sendo 407 só hoje e suas previsões parecem que o pior nem começou. Pesquisa realizada pelo Instituto Paraná entre os dias 6 e 7 de abril mostrava que Mandetta era aprovado por 65,7% da população já o Presidente Bolsonaro era desaprovado por 28,7 e não sabe e não respondeu correspondia a 5,6%. 

 
 

Desde que deixou o ministério da Saúde, na sexta-feira 17, Mandetta submergiu e já no dia seguinte, veio de carro para Campo Grande, na companhia da sua esposa, Terezinha, que também médica. Em Campo Grande Mandetta fez algumas aparições relâmpagos e deu poucas entrevistas para os órgãos de impressa local e visitou o primo Marcos Trad (prefeito). 

Mandetta e Terezinha ambos estudaram na mesma turma da faculdade de medicina Gama Filho, no Rio de Janeiro. O ex-ministro afirmou a amigos que pretende apenas descansar por mais alguns dias. Depois de visitar os pais, o que não fazia desde janeiro, por causa da pandemia do novo coronavírus, Mandetta rumou com a mulher para a fazenda da família.

Mandetta também negocia a sua ida para a Organização Mundial da Saúde (OMS). 

 
 

Felpuda


Falatório e atitude de membro da família acenderam a luz vermelha no “QG” de candidato, pois poderão causar muitos estragos. 

A tropa de choque de defensores do candidato a prefeito já foi colocada em campo e só falta falar que os genes de ambos são diferentes. 

E com relação ao dito-cujo, sabe-se que deverá ser orientado a “baixar a bola” nos próximos dias, mais precisamente até o término da campanha eleitoral.

Afinal...