Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NOVELA

"Explode Coração" entra no catálogo do Globoplay

O sucesso na época, unia a tradição cigana e os primórdios da internet
22/06/2020 11:10 - Geraldo Bessa/TV Press


 

Glória Perez é uma autora de faro apurado. Observadora de tendências e sempre de olho em coisas que ainda estão por vir, suas novelas têm a façanha de abordar temas como fertilização "in vitro", doação de órgãos, clonagem, imigração e tráfico internacional de pessoas de forma pioneira. Em 1995, muito antes da popularização da internet, a cabeça de Glória já pensava sobre as facilidades cotidianas promovidas pela nova tecnologia e, sobretudo, as relações surgidas a partir de interações virtuais. Entusiasta de culturas diferentes e sempre na busca por ideias contrastantes que possam complementar sua narrativa, Glória há anos também queria falar sobre o a tradicional cultura cigana, mas de forma contemporânea. E foi da junção de temas tão distintos que a autora criou o sucesso "Explode Coração" que, para alegria dos saudosistas e curiosidade de uma nova geração do público, chega ao catálogo do aplicativo Globoplay como parte de uma estratégia de relançamento de folhetins clássicos promovida pela Globo. "A internet engatinhava no Brasil, mas as pessoas do mundo todo já conversavam e se conheciam por programas de mensagens. Pensei: uma mocinha cigana de uma família rígida e de classe média alta conhecerá um homem pelo computador e desafiará seu destino. Os executivos da emissora acharam a trama maluca, mas bancaram porque eu garanti que daria certo", lembra a autora, entre risos.

Na trama, Dara e Igor, de Teresa Seiblitz e Ricardo Macchi, foram prometidos em casamento quando ainda eram crianças e moravam na cidade espanhola de Sevilha. Depois de 20 anos, Dara mora com sua família no Rio de Janeiro e todos aguardam a chegada de Igor para que os dois cumpram o acordo. No entanto, Dara não está muito disposta a casar-se com alguém que mal conhece. Mesmo orgulhosa de suas raízes ciganas, a mocinha quer ter a liberdade de fazer faculdade, sair sozinha e conhecer pessoas novas. Sua mente progressista causa uma confusão com seus pais, Jairo e Lola, e sua irmã, Yanka, personagens de Paulo José e Eliane Giardini e Leandra Leal. Fugindo do casamento, Dara acaba envolvendo-se com Serginho, colega de cursinho pré-vestibular interpretado por Rodrigo Santoro. Em seguida, maravilhada com a possibilidade de conversar com pessoas do outro lado do mundo, conhece o empresário Julio, de Edson Celulari, em um programa de mensagens instantâneas. Vindo de um casamento falido com a mimada Vera, de Maria Luiza Mendonça, Julio se apaixona pela cigana, mas os obstáculos sociais insistem em separar o casal. "A Dara é uma alma livre. Ela não é uma rebelde que quer apenas confrontar os pais. Ela tem essa curiosidade sobre o mundo dentro de si e vai pagar caro por querer trilhar um caminho diferente. É uma história muito bonita de amor e superação", resume Teresa.

 
 

Além da história de amor central, "Explode Coração" traz em seu enredo características básicas de uma trama de Glória Perez. Ambientado na lanchonete de Lucineide e Salgadinho, personagens dos saudosos Regina Dourado e Rogério Cardoso, o núcleo popular da trama recebeu diversos convidados especiais e apresentou tipos como o "nerd" Edu, jovem introspectivo e muito ligado ao universo dos computadores que cria um perfil falso na rede para conquistar o coração da sonhadora Yone, de Deborah Evelyn. Principal causa social da novela, o desaparecimento de crianças, mote da trama de Odaísa, de Isadora Ribeiro, tomou grandes proporções e iniciou uma campanha nacional. A personagem se juntou ao grupo Mães da Cinelândia e a visibilidade do folhetim ajudou a localizar 64 crianças que estavam longe de suas famílias. Na pele de Sarita, Floriano Peixoto mergulhou no universo das travestis e transgêneros cerca de duas décadas antes do assunto se tornar uma pauta de teor público. "O termo 'transgênero' nem existia. Foi uma personagem feita com poucas referências, mas muito respeito. Tenho orgulho do que vivi com a Sarita e me sinto feliz em ter contribuído para a visibilidade 'trans' em um momento onde ninguém falava sobre isso", destaca Floriano.

Com gravações iniciadas em setembro de 1995 com externas no Japão e na Espanha, "Explode Coração" foi a novela que inaugurou os Estúdios Globo, localizado na região Oeste do Rio de Janeiro. "Estava tudo brilhando de tão novo e todos estavam bem emocionados com tanta novidade. O investimento da Globo nessa cidade de produção de teledramaturgia ampliou nosso poder de conteúdo e nos tornou de fato uma potência. Os tempos de montar e desmontar cenários todos os dias ficaram definitivamente para trás", valoriza Carvalho, entre risos. Muitos atores se destacaram ao longo dos 185 capítulos da trama. Nomes como Renée de Vielmond, Laura Cardoso, Reginaldo Faria, Nívea Maria, Elias Gleizer, Stênio Garcia e Françoise Forton. Intérprete do cigano Igor, Ricardo Macchi foi duramente criticado por seu desempenho como protagonista, mas defende sua participação na novela. "Passei no teste deixando nomes famosos para trás. Só que fui 'jogado aos leões'. Naquela época, novela não tinha esse período de preparação e a ajuda dos mais diversos profissionais que tem hoje. Foi difícil trabalhar com as críticas, mas gosto do resultado final da trama. Devo tudo o que sou ao Igor", ressalta Macchi.

Felpuda


Ex-cabecinha coroada anda dizendo por aí ser o responsável por vários projetos para Campo Grande, executados posteriormente por sucessor. 

Ao fim de seus comentários, faz alerta para que o eleitor analise atentamente de como surgiram tais obras e arremata afirmando que não foi “como pó mágico de alguma boa fada madrinha. 

Houve muito suor nos corredores de Brasília”. Então, tá!...