Clique aqui e veja as últimas notícias!

ENTREVISTA

Fábio Assunção exalta abordagem realista do vício em drogas de “Onde Está Meu Coração”

A série de dez episódios, está disponível para os assinantes da Globoplay
08/06/2021 16:00 - Geraldo Bessa/TV Press


Fábio Assunção acredita muito do poder da arte está em discutir assuntos espinhosos. 

E foi esse potencial que ele viu no texto de “Onde Está Meu Coração”, série da Globoplay que aborda o vício em drogas pela perspectiva de uma família de classe média-alta. 

Na série de 10 episódios escrita por George Moura e Sergio Goldenberg, Fábio é David, médico com passado obscuro e pai zeloso de Amanda, residente de medicina interpretada por Letícia Colin. 

David fica sem chão quando descobre que a filha está usando crack. Mesmo sendo um sujeito esclarecido, acaba tomando atitudes drásticas que o afastam da Amanda. A série apresenta um ponto de vista interessante e esclarecedor sobre o tema”, valoriza o ator, sobre a produção gravada ao longo de 2019 e que agora figura entre os programas mais vistos da plataforma de streaming.

Natural de São Paulo, os olhos claros e a cara de bom moço fizeram de Fábio um galã instantâneo. 

A estreia na tevê foi aos 19 anos, como mocinho de “Meu Bem, Meu Mal”, de 1990, e a partir daí, seguiram-se sucessos como “Vamp”, “O Rei do Gado”, “Por Amor” e “Celebridade”. 

No final dos anos 2000, problemas de saúde acabaram o afastando de “Negócio da China” e, lentamente, o ator foi se distanciando do ritmo frenético dos folhetins. 

Com pouco mais de 30 anos de serviços prestados ao vídeo e com quase 50 anos, Fábio segue cheio de projetos inéditos e aguarda a retomada das gravações de “Fim”, nova série da Globo. 

O mundo parou para todo mundo, se observar um pouco. Acho que essa volta ao trabalho será diferente e especial. Enquanto isso não acontece, que bom que temos ótimas produções para entreter quem está em casa”, ressalta.