Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CINEMA

Festivais de cinema se adaptam e exibem filmes on-line

De cinema francês a filmes de Mato Grosso do Sul, produções serão exibidas pela internet
28/04/2020 11:15 - Naiane Mesquita


Com os cinemas fechados, os festivais audiovisuais estão encontrando na internet uma forma de continuar com as atividades e divulgar produções para o público. Seguindo o exemplo da música, grandes realizadores como Cannes e Sundance estão à frente de um evento global intitulado  "We Are One: A Global Film Festival". Marcado para ocorrer de 29 de maio a 7 de junho, a iniciativa reunirá curtas-metragens, documentários, músicas, comédia e painéis de discussão, tudo transmitido pelo Youtube. 

O evento é destinado à arrecadação de fundos para o combate a pandemia de Covid-19, com opção de doação do público durante a transmissão. 

Outro evento renomado da área que também abriu o acervo é o Festival Varilux de Cinema Francês, que disponibiliza até o dia 25 de agosto, mais de 50 filmes gratuitos. A seleção é diversa e inclui comédias, dramas, filmes históricos, fantásticos e infantis. As obras estão disponíveis no link http://festivalvariluxemcasa.com.br/

Oportunidade

Sempre de olho nos festivais de cinema, o cineasta Filipi Silveira também encontrou programações on-line para exibir seus filmes. O curta-metragem “O Florista”, por exemplo, participa do Festival Saindo da Gaveta, que reúne 40 curtas-metragens gratuitos, com obras premiadas que já rodaram o Brasil e o mundo. A iniciativa também inclui uma premiação, que conta com votação do júri popular até o dia 2 de maio, no site do evento: (https://www.saindodagaveta.com/). Filipi também teve outra produção escolhida, o curta-metragem "Vampiros", no Festival de Cinema Curtas Pinhais, no Paraná. Na oitava edição, é a primeira vez que o evento investe na programação on-line. 

"Neste momento ver festivais que fizeram ações para chegar até o público é positivo, claro que tem tipos de filmes que é melhor ver na telona, então é melhor adiar, mas tem outros que podemos ver tranquilamente em casa é até uma maneira bacana de gerar conteúdo para este momento triste de pandemia", avalia Filipi,  que recentemente teve seu novo projeto de longa-metragem aprovado em primeiro lugar no edital do FMIC (Fundo Municipal de Investimentos Culturais).

 

 

Felpuda


Ex-cabecinha coroada anda dizendo por aí ser o responsável por vários projetos para Campo Grande, executados posteriormente por sucessor. 

Ao fim de seus comentários, faz alerta para que o eleitor analise atentamente de como surgiram tais obras e arremata afirmando que não foi “como pó mágico de alguma boa fada madrinha. 

Houve muito suor nos corredores de Brasília”. Então, tá!...