Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

AGENDA

Fim de semana tem retorno do Som da Concha e de todos os cinemas de volta

Zé Pretim será a primeira atração da série de lives exibidas pela Fundação de Cultura
16/10/2020 07:30 - Naiane Mesquita


A programação do fim de semana em Campo Grande continua com opções de shows musicais e exibição de filme. A novidade é o retorno do projeto Som da Concha, promovido pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS). Porém, em vez dos shows presenciais, as apresentações de outubro a novembro serão no formato de lives. Os shows começam no dia 17 de outubro e seguem até 22 de novembro, sempre aos sábados e domingos, a partir das 18 horas, pelo canal da FCMS no YouTube.  

Neste primeiro fim de semana, a abertura será com Murilo Martinez Trio, da cidade de Três Lagoas. O show principal será comandado por Zé Pretim, que apresenta seu show “Blues Pantaneiro” acompanhado de Ju Souc na bateria e João Carlos no baixo. Zé Pretim traz as músicas que se tornaram sucesso em sua voz e guitarra, entre elas, Chico Mineiro, Asa Branca, Cuitelinho e Trem do Pantanal.

Domingo (18) é a vez de Diovibe, de Corumbá, e Adilson Big e Banda Company. A primeira é dedicada ao rock cristão, inspirada em bandas como Oficina G3, Resgate e Fruto Sagrado.

Já a atração principal Adilson Big e Banda Company traz o show “O melhor do Rock”, um repertório com música nacional e internacional, além da homenagem à banda Alta Tensão, criada em 1984 por Adilson.  

Autocine

Neste domingo (18), produções sul-mato-grossenses serão exibidas no Autocine, sendo elas “Cordilheira de Amora II”, “Ser criança em Campo Grande” e “Princesa Pantaneira”.  

“Cordilheira de Amora II” é um documentário espontâneo, filmado com celular na Aldeia Amambai, fronteira do Brasil com o Paraguai. Lá, uma índia guarani kaiowá, Cariane Martines, 9 anos, transforma seu quintal em um experimento do mundo. Ela cria histórias e personagens que alargam sua solidão em brincadeiras, sonhos e projetos. A direção é de Jamille Furtado e o documentário foi gravado em 2015.

Já a animação “Ser Criança em Campo Grande” foi produzida em 2011, com a direção de Tina Xavier, e conta a história de duas crianças que relatam seu dia vivido na capital de Mato Grosso do Sul. Imaginam a cidade governada por crianças super-heroínas, com chuva de doces e balas, transformada em uma docelândia, sorvetelândia e guaranalândia. Elas declaram o seu amor pela cidade.

Para finalizar a exibição de filmes, o curta “Princesa Pantaneira” traz o enredo de Camuela, que recebeu dos bichos do Pantanal o apelido de Princesa Pantaneira. Um dia, ao ouvir um grito apavorante, Camuela arruma a maleta com sopa paraguaia, arroz de carreteiro, arroz com pequi, tereré e uma poção de guavira e parte para a aventura mais importante da sua vida. O curta tem direção de Constantina Xavier Filha.

No dia, também haverá a participação especial do grupo campo-grandense Arte Deac. Eles farão uma contação de história inédita gravada em vídeo e baseada no primeiro livro de Ziraldo.

Os ingressos são de graça, porém limitados. Devem ser retirados na Praça dos Imigrantes nesta sexta-feira (16), das 8h às 17h. A sessão acontece às 18h.

Bares

Na lista de shows presenciais, o Blues Bar, em Campo Grande, terá apresentação da banda Blueasy e lançamento do minilivro “Corpo Vivo”. O evento será das 19h às 20h e a entrada é R$ 15,00.  

 

Cinema

Os cinemas em Campo Grande voltam de vez neste fim de semana. Além do UCI, o Cinemark e o Cinépolis apostaram em normas de biossegurança para garantir o retorno do público.  

Na programação há filmes diferentes. No Cinemark, por exemplo, o destaque vai para filmes como “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, “Matrix”, “Os Caça-Fantasmas”, “Tubarão” e “A Ilha da Fantasia”.  

Os mais recentes são “40 Dias – O Milagre da Vida”, “A Ilha da Fantasia”, “As Faces do Demônio”, “É Doce!”, “O Roubo do Século” e “Sonic: O Filme”.  

No Cinépolis, além da lista dos recentes do Cinemark, há o longa-metragem “Scooby! O Filme”. No UCI, a diferença é a inclusão do filme “Terremoto”.  

 

Streaming  

O filme “Os 7 de Chicago” chega ao catálogo da Netflix hoje, como uma das grandes promessas do ano. O longa é um suspense histórico baseado em acontecimentos reais. Em 1968, o Partido Democrata dos Estados Unidos estava em busca de um novo candidato à presidência depois de o presidente Lyndon Johnson decidir que não tentaria a reeleição. O problema é que o que deveria ser apenas mais um evento político acabou terminando na agitação civil em dezenas de cidades após o assassinato de Martin Luther King Jr.  

O confronto com a polícia levou várias pessoas à prisão. Em Chicago, sete delas foram acusadas de incitar a desordem. O julgamento delas foi um dos mais notórios da história. No elenco, Yahya Abdul-Mateen II, vencedor do Emmy 2020, Sacha Baron Cohen e Eddie Redmayne.

 

Felpuda


Candidato a vereador caiu em desgraça, pelo menos em um dos bairros de Campo Grande, ao promover comício em ginásio de esporte, com direito a ônibus lotados e espoucar de muitos fogos de artifício.

Aí dito-cujo foi alvo de muitas críticas, tanto pela zoeira causada, como por ter mandado às favas quaisquer cuidados na prevenção da Covid-19, ao promover grande aglomeração. Irresponsabilidade é pouco, hein?!