Correio B

REVISTA FORBES

Jay-Z e Beyoncé são o casal mais bem pago do mundo

Jay-Z e Beyoncé são o casal mais bem pago do mundo

Bangshowbiz

08/08/2012 - 01h00
Continue lendo...

Segundo estimativas da revista Forbes, o rapper Jay-Z e a popstar Beyoncé faturaram US$ 78 milhões de maio de 2011 a maio de 2012, deixando Tom Brady e Gisele Bündchen para trás na lista de casais-celebridades mais bem pagos do mundo.

Beyoncé ganhou mais do que o marido, acumulando sozinha cerca de US$ 40 milhões com as vendas do álbum 4 e com royalties de seu catálogo. O rapper recebeu algo em torno de US$ 38 milhões com a turnê e o disco feitos com Kanye West, Watch the Throne, com as vendas de seu livro Decoded e com seus outros negócios (que incluem uma casa noturna e uma gravadora).

Gisele e Brady estão na segunda colocação da lista com US$ 72 milhões de faturamento. Na sequência vem a estilista Victoria e o jogador de futebol David Beckham com US$ 54 milhões. Brad Piit e Angelina Jolie (US$ 45 milhões) e Will e Jada Pinkett Smith (US$ 40 milhões) ficaram na quarta e na quinta posições.

Descentralização da cultura

Evento em Corumbá comemora os 20 anos da Política Nacional de Cultura Viva

Desde 2004, o Instituto Moinho Cultural Sul-Americano promove o acesso à cultura na fronteira

17/07/2024 18h50

Tradicional festa

Tradicional festa "Nhô Moinho" Divulgação

Continue Lendo...

De 17 a 20 de julho, o Instituto Moinho Cultural Sul-Americano será o centro das comemorações dos 20 anos da Política Nacional de Cultura Viva (PNCV). O evento, parte da Campanha Julho Cultura Viva pelo Brasil, promete uma programação rica e diversificada em sua sede na Rua Domingos Sahib, 300, em Corumbá. 

Márcia Rolon, diretora e fundadora do Instituto Moinho Cultural Sul-Americano, expressa entusiasmo com o título de Pontão Cultural, adquirido recentemente pelo instituto. “Iniciar nossa trajetória como Pontão de Cultura com eventos tão bacanas, integrando parceiros que também acreditam e incentivam as produções artísticas regionais, é uma grande alegria. Agora, mais do que antes, nosso objetivo é estabelecer essas conexões entre os diferentes tipos de arte e desenvolvimento. Queremos ser essa ponte”, diz.

A abertura do evento, que ocorreu na manhã desta quarta-feira (17), contou com a presença da Companhia de Dança CIA DA IDEIA na oficina “O Corpo que Habitamos”. A atividade proporcionou aos participantes ferramentas de autoconhecimento e criação corporal, independente de experiência prévia. As aulas da oficina seguem até sexta-feira (19), das 10h às 13h.

Já no sábado (20), a partir das 9h, o encontro “Diálogos Culturais” reunirá o Comitê de Cultura de Mato Grosso do Sul e o Moinho Cultural para discutir a Nova Política Pública da Cultura e programas do Ministério da Cultura (MinC). A entrada é aberta ao público e gratuita.

Também no dia 20, às 18h, ocorre a festa “Nhô Moinho”. Com o tema “Nhô Moinho na Bio”, o evento abordará a importância da biodiversidade e a consciência sobre as queimadas. A festa contará com barraquinhas de comidas típicas, apresentação da dupla sertaneja Júlia e Renato, danças típicas com a Quadrilha Chama Caipira e Quadrilha Salesianos, além de performances da Cia de Dança do Pantanal e da Orquestra de Câmara do Pantanal (OCAMP). A entrada será uma doação a partir de R$10,00, como contribuição às atividades do Instituto.

Pontão de Cultura de Mato Grosso do Sul

Inaugurado em 2004, o Instituto Moinho Cultural Sul-Americano (IMC), tem como meta ser reconhecido pela excelência das metodologias de promoção de desenvolvimento de crianças e adolescentes em região de fronteira, através do acesso a bens culturais e do fortalecimento da qualidade da educação formal.

Fernanda Teixeira, coordenadora geral do Comitê de Cultura de Mato Grosso do Sul acredita que a descentralização da cultura é importante para atingir os objetivos da instituição. “Descentralizar a cultura é crucial para garantir que todos tenham acesso a manifestações culturais ricas e diversas, independentemente de sua localização geográfica. Levar eventos como o Diálogos Culturais para o interior e pequenas cidades é uma forma de democratizar o acesso à cultura, promover a inclusão social e valorizar as tradições locais”, afirma.

O título de Pontão de Cultura, adquirido pelo Instituto, é um reconhecimento do MinC de que o Moinho Cultural é uma entidade cultural que articula um conjunto de outras iniciativas culturais, desenvolvendo ações de mobilização, formação, mediação e articulação, seja em âmbito territorial ou em um recorte temático e identitário.

Programação

Oficina “O Corpo que Habitamos”

  • Data: 17 a 19 de julho
  • Horário: 10h às 13h (com intérprete de Libras)
  • Inscrições: Gratuitas, com 20 vagas disponíveis, pelo link

Encontro “Diálogos Culturais”

  • Data: 20 de julho
  • Horário: A partir das 9h
  • Entrada: Gratuita

Festa “Nhô Moinho”

  • Data: 20 de julho
  • Horário: 18h
  • Entrada: Doação a partir de R$10,00

Assine o Correio do Estado

 

 

Programação cultural

Fórum MS Economia Inteligente enaltece cultura nesta quinta-feira (17)

Além de ser um marco para a Rota Bioceânica, evento terá programação cultural variada

17/07/2024 18h45

Grupo Camalote, uma das atrações do evento

Grupo Camalote, uma das atrações do evento Divulgação

Continue Lendo...

Nesta quinta-feira (18), acontece o Fórum MS Economia Inteligente, no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, das 8h às 20h. O evento promete ser um marco para a Rota Bioceânica, explorando alternativas de sucesso em setores como energia, agro, mercado financeiro e tecnologia.

Além dos painéis, treinamentos e rodadas de negócios, o fórum contará com uma programação cultural robusta, organizada pela escritora e ativista Delasnieve Daspet. A feira afro, com produtos artesanais do Coletivo de Mulheres Negras, é um dos destaques.

Exposições de artistas visuais de Mato Grosso do Sul, danças folclóricas do Grupo Camalote e um stand com livros de autores locais também estarão presentes. Vários escritores da Academia Feminina de Letras e Artes de Mato Grosso do Sul (Aflams) e do PEN Clube do Brasil participarão, incluindo uma performance do poeta Ruberval Cunha.

A programação cultural inclui exibições de filmes, apresentações do violonista Joel Mendes e do Grupo Raízes, além de performances de dança cigana, dança afro-brasileira, grupo Embrujos de Espanha e Cia Guarani. Poetas locais farão declamações, e o encerramento será com o Coro Lírico Cant’Art, sob a direção da maestrina Edineide Dias de Oliveira.

“A cultura não está desassociada da economia. A economia necessita da cultura para movimentar a roda do conhecimento, do aprendizado, da arte. Todos os segmentos presentes ajudam a economia do Estado de alguma forma. Os presentes terão a oportunidade de ver o trabalho de artesãos, músicos, dançarinos, poetas, promovendo um grande encontro cultural”, explica Delasnieve Daspet.

Serviço

Data: 18 de julho

Horário: 8h às 20h

Local: Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, Av. Waldir dos Santos Pereira, s/n – Parque dos Poderes.

Inscrições: Gratuitas, pelo link.

Assine o Correio do Estado

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).