Clique aqui e veja as últimas notícias!

QUASE UM MÊS DEPOIS

Quase um mês depois, laudo indica a causa da morte do ator Sean Connery

Ator morreu em sua casa nas Bahamas aos 90 anos, em 31 de outubro de 2020
29/11/2020 23:00 - Estadão Conteúdo


A certidão de óbito de Sean Connery, obtida pelo site americano TMZ, aponta que as causa de sua morte foram pneumonia e insuficiência cardíaca combinadas à idade avançada. 

O ator morreu em sua casa nas Bahamas aos 90 anos, em 31 de outubro de 2020.

Acompanhe as últimas notícias

O laudo indica que ele sofreu uma fibrilação atrial, problema que consiste em batimentos descompassados do coração, deixando a frequência cardíaca irregular a ponto de aumentar o risco de derrames, infarto ou outras complicações cardiovasculares.

Segundo o documento, Connery morreu à 1h30 da madrugada. Na ocasião, sua própria mulher, a pintora Micheline Roquebrune, de 91 anos, alegou que a morte foi "pacífica", enquanto ele dormia.

Em meio a uma sequência de filmes no currículo, Sean Connery ficou marcado pelas suas participações em 007. 

Em 1962 foi escolhido pelo diretor Terence Young e pelos produtores Harry Saltzman e Albert Broccoli para o papel de James Bond em O Satânico Dr. No.

Young voltaria a dirigir Connery em Moscou Contra 007 e 007 Contra a Chantagem Atômica.

Connery também esteve em 007 Contra Goldfinger e Com 007 Só Se Vive Duas Vezes. Depois desse último, em 1967, desistiu de seguir fazendo o papel, mas voltou em 1971 graças a uma oferta irrecusável. 

Recebeu o maior salário pago a um ator para fazer 007 Os Diamantes São Eternos.