Clique aqui e veja as últimas notícias!

MÃES BLOGUEIRAS

Ao compartilhar as dores e as alegrias da maternidade, mulheres fazem sucesso nas redes sociais

Diálogo das mães blogueiras retrata maternidade real e hashtag 'não existe mãe perfeita'
30/09/2020 09:17 - Carol Alencar Cozzatti


Nasce uma mãe, nasce um blog. Não é uma lei, mas é quase. Quando a maternidade chega, muitas mães usam as redes sociais como um diário de bordo, com relatos sobre as experiências do cotidiano, os melhores produtos para os bebês e até os momentos difíceis do puerpério (os primeiros 45 dias após o nascimento da criança). 

O que no início é apenas um bate-papo com amigos e familiares, pode ganhar uma nova proporção, com a capacidade que as redes sociais têm de encontrar pares.

É o caso da empreendedora Giovanna Coelho, do perfil @depoisquepari2. Após o nascimento do segundo filho, Martin, de dois anos, ela sentiu a necessidade de falar sobre os diferentes tipos de parto.

“Meu primeiro parto foi uma cesariana e admito que tive pouca informação. Achava que era só ir para o hospital e parir, mas descobri que é de acordo com a agenda do médico. Quando engravidei novamente, fiz questão de me aprofundar para parir de forma natural e vi que era possível ter um PNAC [parto normal após cesárea]”, explica Giovanna, que também é mãe de Maju, de quatro anos.

Além de falar sobre o assunto parto, Giovanna, que é formada em Letras, concilia a maternidade com a especialização em Psicologia e Desenvolvimento Infantil, e tira do estudo a programação dos conteúdos que publica em seu perfil do Instagram, que atualmente tem 2.928 seguidores. 

“Fui buscando me encaixar em conteúdos que correspondessem à minha realidade, como mulher, mãe, negra e feminista, tudo de forma natural e sem romantizar uma maternidade de revista. Eu trago reflexões do meu dia a dia com duas crianças com um pouco de embasamento teórico”, diz a blogueira.