Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Com shows de Marília Mendonça e Raça Negra, Expogrande é adiada

Evento seria realizado de 26 de março a 26 de abril
16/03/2020 15:33 - Glaucea Vaccari


 

A 82ª edição da Expogrande, que seria realizada entre os dias 26 de março e 26 de abril, foi adiada pela Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul, devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde e decreto da prefeitura de Campo Grande que proíbe a concessão de licenças e alvarás para realização de qualquer evento privado com público superior a 100 pessoas.

Em nota, a Acrissul informa que o adiamento inicialmente será por um período de 60 a 70 dias, ou até que seja afastado definitivamente o risco de contaminação pelo coronavírus em eventos de grande concentração de público.

Entre as atrações musicais, já estavam confirmadas para o evento a cantora Marília Mendonça, que atrai mutidão de público, o cantor Dilsinho, banda Raça Negra e a dupla sertaneja Guilherme e Benuto.

No domingo (15), a Dut's empreendimentos artísticos também informou o adiamento do evento Buteco do Gusttavo Lima, que seria realizado neste sábado (21), no Estádio Morenão, em Campo Grande.

Além do cantor Gusttavo Lima, se apresentariam no evento os cantores Leonardo e Felipe Araújo e a dupla Bruno e Denner.

De acordo com a última atualização do Ministério da Saúde, o Brasil tem atualmente 234 casos confirmados do novo coronavírus e 2.064 estão sob investigação e 1.624 casos foram descartados.

Mato Grosso do Sul tem dois pacientes confirmados com a Covid-19. Até o momento, nenhuma morte pela doença foi confirmada no Brasil.

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.