Clique aqui e veja as últimas notícias!

COMPORTAMENTO

Nathália criou acessórios para sua cachorra e tem mais de sete mil seguidores no Instagram

Arquiteta, Nathália decidiu desenvolver roupas para sua cachorrinha e acabou virando empresária do ramo
04/11/2020 07:30 - Carol Alencar Cozzatti


Vestidinhos pomposos, coletes bufantes e laços com a paleta de cor da época mais mágica do ano, o Natal. Os bichinhos de quatro patas não ficarão de fora da festividade e estão, diga-se de passagem, bem assessorados pela arquiteta e empresária campo-grandense Nathália Henrique Falqueiro, 25 anos. Idealizadora da grife canina Formomusas, ela lançou uma coleção de fim de ano que resultou em inúmeras fotos fofas dos cãezinhos.

Há um ano e cinco meses, ela teve a ideia de criar a própria marca de acessórios, que no início era apenas uma inspiração para usar na própria cachorrinha, a spitz alemão Pandora, de três anos. “Quando eu adotei Pandora, minha filha de quatro patas, queria comprar as coisas para ela, acessórios e roupas, e não encontrava nada que eu gostasse, tudo era relacionado a cachorros, como estampas de patas e ossinhos. Não gostava daquilo, e a qualidade era sempre muito baixa. Então comecei a fazer minhas próprias peças para ela usar, as pessoas começaram a ver e a querer também”, conta.

Do hobby de confeccionar as roupinhas da filha de quatro patas a um negócio sério: assim nasceu a Formomusas, que tem já mais de sete mil seguidores no Instagram e cativa cada vez mais mamães e papais de cachorros de todo o País.  

Segundo a empresária, a página do Instagram é o grande chamariz de sua marca e foi crescendo de maneira orgânica. “Patrocino às vezes alguma publicação, principalmente quando é coleção nova, para alcançar mais pessoas. Em alguma data especial fazemos sorteios e, este ano, tivemos concurso de embaixador também, que é um concurso em que seleciono algum dog influencer para receber por três meses nossos produtos e fazer divulgação”, comenta.

Em um ano de reflexão como foi este 2020, os animais de estimação supriram ainda mais a carência dos seres humanos. Além de carinho e cuidados básicos, como passeio, comida e banho, muita gente passou a ter um olhar diferente, para além do cuidado.  

Ainda de acordo com Nathália, a procura tem sido cada vez maior de pessoas interessadas em deixar os animaizinhos bem vestidos. “Eu crio e desenho as peças pensando em como vestiria minha filha, uma criança e até mesmo um adulto. Adapto as ideias para trazer não só beleza, mas conforto para eles”, garante.