Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

LITERATURA

Poeta quer lançar livro com financiamento coletivo

Percival Gomes se inspira no ciclo da natureza para escrever o livro “O Pantanal em 4 Tempos”
22/07/2020 12:25 - Naiane Mesquita


O poeta, compositor e escritor Percival Gomes há anos se inspira no ciclo da natureza para escrever o livro “O Pantanal em 4 Tempos”.

“Escrevi o poema em 1984. Em 1996, durante uma feira de artes cênicas em São Paulo, ele foi lido e interpretado no palco por alguns atores, e foi nesse momento que surgiu a idéia do livro. Nessa época, ele ainda era e, 3 Tempos! ou sejam o Pantanal morria na história e pronto! Mas, no ano ano passado, a minha filha de 8 anos não achou legal esse final e me perguntou: “pai, se nós as crianças, fizermos alguma coisa, o Pantanal renasce? Tipo assim, criar um novo tempo. Um futuro mais que perfeito?  E foi aí que o poema se transformou em “O Pantanal em 4 Tempos””, explica Percival.  

Ao lado da ilustradora Jéssica Bruna e o ilustrador de capa, Wanick Correa, Percival lançou uma campanha nas redes sociais denominada Movimento Cultural Literatura 4x4! “O intuito dela, é angariar fundos para a publicação do nosso livro ilustrado, didático e gratuito”, frisa.  

A história é apresentada em textos curtos de forma lúdica e educativa. O propósito é mostrar a trajetória de vida, sobrevida, morte e ressureição do Pantanal, tendo como pano de fundo, a conscientização e a preservação da natureza, no caso aqui, do nosso “Mar de Xaraés”.  

“Como não conseguimos financiamento do poder público no ano passado, resolvemos fazer isso através de pedido de doações”, frisa.  

As doações, no valor de  R$ 4,00 podem ser feitas pela internet, e os leitores concorrem mensalmente a uma camiseta do projeto.  As doações podem ser feitas por meio da vaquinha no endereço http://vaka.me/1132830  ou Depósito em CC 55534-7 Cooperativa 0913 do Sicredi. Outra opção é adquirir as camisetas do projeto diretamente pelo whatsApp (67) 98152-3661 ou no Mercado Livre https://bit.ly/2YHQM0Z. 

 

Felpuda


Questão de família acabou descambando para o lado da política, e a confusão já é do conhecimento público. 

A queda de braço tem como foco a troca de apoio político que, de um, foi para outro. Sem contar as ameaças de denúncia da figura central do imbróglio. 

A continuar assim, há quem diga que nenhum dos dois candidatos a vereador envolvidos na história conseguirá ser eleito. Barraco é pouco!