Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COLUNA INSIDE

Presos no sofá

Pandemia faz emissoras e serviços de “streaming” se adaptarem ao esquema de quarentena do público
18/03/2020 16:19 - Geraldo Bessa/TV Press


 

A pandemia provocada pelo Novo coronavírus, ou Covid-19, vem promovendo alterações significativas no cotidiano de diversos países. Com o aumento dos casos no Brasil, em especial na região Sudeste, as emissoras de tevê, operadoras de canais por assinatura e serviços de “streaming” adotaram uma série de medidas para garantir a saúde de seus funcionários e entreter o público, que teve de aderir às recomendações dos órgãos de saúde e ficar em casa para evitar novas contaminações. Depois de muitos boatos, a Globo foi a primeira empresa a definir suas novas políticas em tempos de crise. Em uma atitude inédita para evitar contaminações entre seus empregados, a direção executiva da emissora decidiu paralisar as gravações das novelas em exibição. Sendo assim, “Amor de Mãe” e “Salve-se Quem Puder” serão exibidas até acabarem os capítulos inéditos. Com gravações finalizadas, “Éramos Seis” será exibida de forma integral e a estreia da sucessora, “Nos Tempos do Imperador”, será adiada. Por fim, a atual temporada de “Malhação - Seu Lugar no Mundo” será encurtada e finalizada ainda no mês de abril. “Não há novelas sem abraços, apertos de mãos, beijos, festas, cenas de briga, cenas de amor, cenas de carinho, tudo aquilo que reflete a vida real, mas que, hoje, não pode ser encenado em segurança. Interrompendo as gravações, protegemos nossos talentos e, ao mesmo tempo, a sociedade”, defende a emissora em um comunicado oficial.

No lugar das produções, a Globo aposta em sucessos do passado: versões compactas de “Fina Estampa”, “Totalmente Demais”, “Novo Mundo” e “Malhação - Viva a Diferença” ocuparão as faixas de exibição. Novela de Aguinaldo Silva exibida em 2011, “Fina Estampa” é maior audiência da década e já estreia nesta segunda, dia 23 de março. Por enquanto, o “fechamento” dos Estúdios Globo só não afeta a transmissão da 20ª edição do “Big Brother Brasil”. Para dar mais espaço ao jornalismo, “Mais Você”, “Encontro com Fátima Bernardes” e “Se Joga” saem do ar por tempo indeterminado. Em São Paulo, programas de auditório como “Domingão do Faustão” e “Altas Horas” serão gravados sem plateia. Em tempos de coronavírus, o único setor que segue “aquecido” é o de jornalismo. Garantindo estar de olho nos procedimentos recomendados pela Organização Mundial de Saúde, a emissora amplia os principais telejornais de sua grade e faz uma cobertura completa sobre o desenvolvimento da pandemia no país. “A emissora precisou se adaptar. É uma medida importante em um momento em que a população deve ficar em casa. Dessa forma, pode acompanhar tudo em uma cobertura especial. Não é para pânico, mas é para atenção, cuidado e alerta. São informações necessárias para que a gente faça com que esse período seja o menos grave possível”, ressalta Fátima Bernardes.

Record, SBT e Band, aos poucos, vêm tomando atitudes para resguardar seus funcionários e continuar entretendo seus telespectadores. Depois de muitas dúvidas, a Record resolveu paralisar as gravações de “Amor Sem Igual” e da inédita “Gênesis” no Rio de Janeiro. A novela bíblica, entretanto, segue sendo gravada no Marrocos. Garantindo que está de olho nas recomendações de saúde, o SBT decidiu por suspender os trabalhos da segunda temporada de “As Aventuras de Poliana”, em São Paulo. Além disso, cancelou as próximas gravações de todos os seus programas com plateia. A sede do SBT continuará recebendo apenas suas equipes de reportagem e as edições diárias do vespertino “Fofocalizando” que, além do cotidiano das celebridades, também ganhará ares de prestação de serviço, tendo a pandemia como assunto fundamental. Por fim, o Grupo Bandeirantes intensifica o foco de sua emissora principal no jornalismo e ainda libera o sinal dos canais pagos Arte1, BandNews TV, BandSports e Terraviva nas operadoras de tevê. “Nossa intenção é garantir diversão e informação para todos. O momento é de solidariedade e responsabilidade social”, ressalta Paulo Saad, vice-presidente de canais pagos do grupo.

Para manter o público em casa, outros grupos de entretenimento e operadoras como Sky, Claro, Oi e Vivo se uniram para garantir o sinal aberto de uma série de canais populares como Multishow, Warner Channel, GloboNews e Fox. Além disso, os famosos - e caros - pacotes da HBO e do Telecine também estão disponíveis para todos os assinantes pelas próximas semanas. Na mesma intenção, a Globoplay vai disponibilizar parte de seu catálogo para não-assinantes durante 30 dias. Na lista, todo o acervo mais recente da Globo, além de diversos filmes nacionais, shows e as séries derivadas dos contratos do Grupo Globo com produtoras internacionais. Como atenção especial às crianças, que estão com as aulas suspensas e precisam ficar em casa, séries como “Detetives do Prédio Azul”, “Escola de Gênios”, “Mya Go”, “Bob Zoom” e “Valentins”, entre outras, também estão no pacote disponibilizado pelo serviço. “Todo o conteúdo estará disponível em uma página especial da plataforma”, avisa a direção da Globoplay em um comunicado oficial.

 

Felpuda


Nos bastidores, há quem garanta que a única salvação, de quem está com a corda no pescoço, é ele aceitar ser candidato a vice-prefeito em chapa de novato no partido. Vale dizer que isso nunca teria passado por sua cabeça, uma vez que foi eleito com, digamos, “caminhão de votos”. Se aceitar a imposição, pisaria na tábua de salvação; se recusar, poderá perder o mandato. Ah, o poder!