Correio B
GASTRONOMIA

Agosto começa com vasta programação: tem sobá, churrasco e muito mais

Cozinha Show, em Bonito, e festivais do sobá e da carne, na Capital, a partir deste fim de semana, fazem a alegria dos glutões

Marcos Pierry

02/08/2022 10:00

 

Sempre é tempo de se comer bem, não há dúvida. Mas a programação gastronômica do mês de agosto parece que deu uma caprichada e tanto no cardápio dos glutões sul-mato-grossenses. 

Coincidência ou não, pelo menos três festivais estarão exaltando as virtudes e delícias da boa mesa durante as próximas semanas. Haja fôlego, e estômago, para acompanhar com a boca tanta coisa gostosa.

De sexta-feira até domingo, o Armazém Cultural (Av. Calógeras, nº 3.065, Centro), em Campo Grande, recebe o Festival da Carne de MS 2022, com 10 estações de alimentação, workshops, palestras, chefs renomados, estandes de cervejas artesanais e shows de música regional.

Também no domingo, na Feira Central, uma espécie de pré-estreia dá partida ao Festival do Sobá, que, de 11 a 14 deste mês, celebra o mais campo-grandense dos pratos japoneses. E nos dias 26 e 27 de agosto (sexta-feira e sábado), a cozinha regional marca presença na 21ª edição do Festival de Inverno de Bonito, que vai abrigar o Cozinha Show.

MERGULHO NO IMAGINÁRIO

A temática geral do Cozinha Show, sintetizada pelos organizadores do projeto na expressão “Um Mergulho no Imaginário”, propõe destacar a relação da rica paleta de sabores dos pratos locais com o turismo sustentável, a biodiversidade e o conceito de patrimônio cultural e natural.

“Com objetivo de salientar a importância do modo de fazer, expressar e produzir, inserido não só no contexto de salvaguarda, mas também como atrativo turístico-cultural, o Cozinha Show abordará, nas suas preparações, ingredientes que estão presentes na região e interligados com o patrimônio imaterial e a construção da nossa identidade sul-mato-grossense”, diz Márcia Marinho, curadora do projeto.

Literalmente, uma “cozinha show” será montada na Praça da Liberdade, em Bonito, para a realização de oficinas de gastronomia, com o objetivo de trazer luz a um dos patrimônios imateriais do Estado. O evento é gratuito e, para participar, não é necessária inscrição prévia.

Os chefs Edu Rejala, Sylvio Trujillo, Patrícia Ayres Marques, Leonardo Zonitta, Letícia Krause e Paulo Machado vão se revezar no ensino de receitas com a alma sul-mato-grossense. 

Por exemplo: mojica de pintado, croquete de peixe, carne oreada em especiarias pantaneiras, mandioca em texturas, plantas alimentícias não convencionais (Pancs) e alho negro, além de iguarias inusitadas, como cheesecake de tereré e brownie da floresta com sorbet de guavira.

“Será um espetáculo protagonizado pelos chefs, convidados a demonstrar para ao público um prato diferente da trivialidade, com ingredientes que fazem parte da identidade cultural”, afirma a curadora.

A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), o Sebrae e o Senac. “A escolha inicial foi usar os talentos já existentes em Bonito, como o chef Sylvio Trujillo e a chef Letícia Krause. Pensamos em levar uma atração aliada à inclusão também, que o chef Edu Rejala faz há muito junto ao projeto da Associação Juliano Varela, o Cromossomo do Amor”, prossegue.

“E, como atração principal, o chef Paulo Machado, por ser nosso embaixador da gastronomia no mundo todo. Não teria como convidar outro chef, uma vez que o nosso Pantanal está em voga e em destaque. Além deles, teremos mais dois chefs docentes do Senac”, informa a curadora.