Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

VIA STREAMING

Veja as sugestões de filmes e séries para assistir nas plataformas digitais

A dica da semana é o filme “Os Intocáveis”, filme de 1987 e ganhador de Oscar
05/11/2020 15:38 - Kreitlon Pereira/Via Streaming


Dica da Semana: “Os Intocáveis”

Produção de 1987 que garantiu o Oscar a Sean Connery é uma referência dentre os filmes de mafiosos

Em janeiro de 2020, a implementação da Lei Seca nos Estados Unidos completou 100 anos. Por aproximadamente 13 anos, a Constituição americana proibia explicitamente o consumo, a fabricação e o comércio de bebidas alcoólicas. Desde o início do século passado, diversos movimentos religiosos pressionavam o Congresso norte-americano por medidas que restringiram o consumo de álcool no país. Esse período da história é conhecido como a Era da Proibição e é considerada um completo fracasso do ponto de vista legal, dado que sua principal consequência foi o aumento das organizações criminosas organizadas (os “gangsters”), que faziam fortuna com a venda ilegal de bebidas. Dentre estes, o mais conhecido foi Al Capone, na verdade Alphonse Gabriel Capone, um novaiorquino de origem italiana que liderou a máfia mais temida de Chicago. É nesse contexto que se passa “Os Intocáveis”, filme de 1987 que rendeu o único Oscar da carreira do ator escocês Sean Connery (o eterno 007, que morreu na semana passada) e está disponível na Amazon Prime, no Now e no Youtube.

O filme busca retratar o que foi a Era da Proibição a partir da busca do agente federal Eliot Ness (Kevin Costner) pela volta do senso cívico em Chicago. No entanto, ele rapidamente percebe que essa não será uma tarefa fácil, pois a cidade e o próprio departamento de polícia são controlados por Al Capone (Robert De Niro). Assim, comovido pelo desespero de uma mãe que perdeu a filha para a violência da máfia e impulsionado pela própria moral, Ness decide formar uma força-tarefa para derrubar Al Capone. No entanto, isso se torna extremamente difícil quando o clima geral é de desconfiança. Para tal desafio, terá que procurar ajuda em Jim Malone (Sean Connery), um veterano policial irlandês-americano que se torna um mentor para o jovem Ness. Ambos montam juntos uma “tropa de elite” contra os mafiosos locais.      

Link para o trailer de “Os Intocáveis”.

 
 

De pernas curtas

Comédia mexicana da Amazon Prime retrata a espiral de uma mentira mal contada

Dado o contexto de extrema tensão que se vive nos tempos atuais, a comédia se torna um elemento ainda mais importante para alivviar as tensões do dia a dia. Com estreia marcada para 6 de novembro na Amazon Prime, “De Brutas, Nada” (ou “Nada Bruta” numa tradução para o português) é exatamente esse tipo de série leve, que consegue tirar gargalhadas até dos mais exigentes. Um fato curioso sobre a produção é que, apesar de se passar na Cidade do México e do elenco principal ser mexicano, ela foi totalmente filmada na Colômbia.

Ao longo de nove episódios de 45 minutos cada, a série acompanha a história de Cristina (Tessa Ia), uma mulher que parecia já ter a vida encaminhada. Com um bom emprego, um apartamento gigantesco prestes a ser alugado e noiva do homem de seus sonhos, ela acreditava que nada poderia dar errado. No entanto, após um acidente em sua despetida de solteira, Chrsitina convida todos a tomarem champagne em sua casa, apenas para encontrar seu noivo com outra mulher. Assim, com uma semana para o casamento, Christina vê seu relacionamento acabar e as preocupações financeiras se acumularem: ela não é capaz de arcar sozinha com o aluguel mas também não quer abandonar o apartamento de seus sonhos.

Assim, instruída pelos amigos Rodrigo (José Pablo Minor), Hannah e sua irmã mais velha Graciela (Diana Bovio), a jovem decide procurar alguém para dividir o imóvel. Após diversas entrevistas desastrosas com uma possível incendiária e uma senhora que não consegue se manter acordada entre uma pergunta e outra, surge Alejandro, o candidato perfeito. No entanto, Christina só aceita dividir o apartamento com ele após Rodrigo garantir que Alejandro é gay. Desesperado por um lugar para morar, Alejandro decide adotar esse papel e fingir ser homossexual para que Christina não o expulse. Mas quando a amizade se transforma em um sentimento mais forte, a mentira ganha data de validade.               

Link para o trailer de “De Brutas, Nada”.

 
 

Da Silícia a Dauchau

Série original da Netflix, “The Liberator" aposta na inovadora combinação de live-action com animação para se destacar das demais produções sobre a Segunda Guerra Mundial

A Segunda Guerra Mundial foi um conflito de proporções avassaladoras que parou o mundo durante os anos de 1939 até 1945 e causou cerca de 56 milhões de mortes. Com a invasão da Itália pelos Aliados e a derrota dos alemães em Stalingrado, a guerra mostrava sinais de que estava e quem seriam seus vencedores. É em meio a esse clima de final do conflito que a produção original da Netflix "The Liberator" se passa. A série, que vai acompanhar a jornada de um batalhão americano, estreia na plataforma no dia 11 de novembro, quando se comemora o Dia dos Veteranos de Guerra nos Estados Unidos.   

A série é dividida em quatro partes e é baseada no livro "The Liberator: A Odisseia de 500 dias de um soldado da Segunda Guerra Mundial das praias da Sicília aos portões de Dachau", do jornalista inglês Alex Kershaw. Ambos são baseados na história real do comandante Felix Sparks, responsável por liderar o 157° Regimento de Infantaria americano. Esse grupo de soldados partiu em uma verdadeira marcha pela Europa a fim de libertar os prisioneiros do campo de concentração de Dachau, em um episódio conhecido como "o massacre de Dauchau", referenciando ao número de soldados alemães mortos pelos aliados no processo. 

Um diferencial de "The Liberator" é que a série combina filmagens em live-action com uma espécie de animação criada com o auxílio de uma tecnologia chamada rotoscópio, que transforma em desenho as performances dos atores. Essa mesma ferramenta já foi utilizada em outras produções, como em "O Homem Duplo" e na série da Amazon Prime Video "Undone". Dessa forma, a obra poderá explorar o que há de melhor nas duas formas de se contar uma história. Tanto a performance ao vivo quanto a animação se juntam para dar vida a uma trama coberta de emoção, drama e violência.     

Link para o trailer de “The Liberator”.

 

Felpuda


Tropas de choque ligadas a alguns vereadores estão agitadas que só nas redes sociais na tentativa de desbancar a concorrência das “chefias” que querem porque querem. Querem a cadeira maior da Câmara Municipal de Campo Grande. A da presidência.

Segundo políticos mais antenados, trata-se do “segundo turno” das eleições do dia 15 de novembro, só que com apenas 29 eleitores.