Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TURISMO

Viajar em casa: confira formas de conhecer os países e de planejar viagens

Sem chances de fazer turismo durante a pandemia, internet oferece possibilidades
21/04/2020 07:00 - Naiane Mesquita


 

As viagens de turismo foram canceladas durante a pandemia e risco de propagação do novo coronavírus, causador da Covid-19. Mas uma forma simples de conhecer os países e de planejar as viagens futuras é se aventurar em sites que trazem alguma experiência de imersão.  

Na lista de locais que deixam o turista dar uma espiada pela internet está o museu mais famoso do mundo, o Louvre, na França. Fechado desde os primeiros casos no país, o espaço guarda obras importantes da história da arte.  

Longe das longas filas para entrar no museu, a versão pela internet permite ver as obras em alta resolução e riqueza de detalhes. O museu virtual está disponível em francês, inglês, espanhol e outras línguas.

No quesito experiência, o Metropolitan Museum of Art, de Nova York, nos Estados Unidos, oferece uma imersão melhor. No site é possível acessar vários vídeos que mostram o local em 360 graus, os bastidores do trabalho artístico e os detalhes de cada exposição.  

No Brasil, o destaque vai para a Pinacoteca, em São Paulo. O belíssimo prédio construído no fim do século 19 foi o Liceu de Artes e Ofícios. O acervo tem nove mil obras de arte, com destaque para a coleção de artistas nacionais, especialmente dos séculos 19 e 20, entre eles: Benedito Calixto, Pedro Alexandrino, Victor Meirelles, Eliseu Visconti, José Ferraz de Almeida Junior e Anita Malfatti. A visita on-line tem várias fotos e está acessível por meio de Libras.  

Canais no Youtube

Há quem prefira descobrir um país, cidade ou estado por meio da experiência de outras pessoas. Neste caso, o YouTube é um prato cheio.  

Por meio da plataforma é possível conhecer blogueiros especialistas em viagens ou apenas pessoas que se dispuseram a contar um pouco sobre a sua trajetória de turismo pelo mundo.  

Há várias opções, como o Quanto Custa Viajar, que, de acordo com a descrição, mostra os custos de viagem para mais de 260 cidades no mundo.  

Mas a lista de colaboradores para o YouTube é grande. Entre as opções têm o Louco por Viagens, com 482 mil inscritos; Travel and Share, com quase um milhão de seguidores, que mostra a trajetória de viagens de um casal desde 2014; e, por fim, FunForLouis, que tem mais de 1 milhão de visualizações e já foi até para a Coreia do Norte. 

 
 

Ao vivo e Street View

Quem gosta de bater perna pode matar a saudade olhando um pouco as novidades do Google Street View e de alguns sites que oferecem imagens ao vivo de locais turísticos. O interessante é perceber o quanto cada país está se esforçando para manter o isolamento social em tempos de pandemia.

Já o Google Street View mostra o mundo um pouco antes da Covid-19. Pelo site há opção de visitar Machu Picchu, Fernando de Noronha, Palácio de Versalhes e Dubai. 

 
 

Gastronomia

Se as experiências virtuais não contam, a gastronomia pode ajudar. Se for possível, invista em restaurantes diferentes para solicitar o almoço ou o jantar.  

Além de ajudar o empresário de sua cidade a manter a economia, há chances de provar pratos típicos de Itália, Japão, China, Havaí e Líbano.

Ainda há vários canais e sites de culinária que podem auxiliar no preparo das refeições temáticas, o que vale uma distração maior em tempos de isolamento social.  

Idiomas

Em quase todos os planejamentos de viagens turísticas sempre têm aquele de se aprimorar na língua materna do próximo país.  

Durante o isolamento social essa pode ser uma realidade. Há diversos sites que auxiliam no aprendizado on-line de inglês, espanhol ou francês. Os livros – que podem ser entregues em casa – também são uma opção para os novos estudantes.  

Aprender um novo idioma pode tornar a próxima viagem mais imersiva e apaixonante, com inúmeras possibilidades para os viajantes.

Felpuda


Falatório e atitude de membro da família acenderam a luz vermelha no “QG” de candidato, pois poderão causar muitos estragos. 

A tropa de choque de defensores do candidato a prefeito já foi colocada em campo e só falta falar que os genes de ambos são diferentes. 

E com relação ao dito-cujo, sabe-se que deverá ser orientado a “baixar a bola” nos próximos dias, mais precisamente até o término da campanha eleitoral.

Afinal...