Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TURISMO

Vietnã guarda belezas naturais e gastronomia diversificada

Apesar de ser lembrado pelo conflito com os Estados Unidos, o Vietnã tem muita beleza em seu território
04/02/2020 07:00 - NAIANE MESQUITA


 

O Vietnã está presente na memória dos ocidentais como o cenário de uma guerra travada contra os Estados Unidos e que gerou diversos filmes norte-americanos que mostram, às vezes, como a supremacia norte-americana perdeu para o pequeno país asiático. 

Porém, ao contrário do que a maioria imagina, o Vietnã vai muito além desse episódio. Ex-colônia francesa, que conquistou a independência apenas em 1954, o Vietnã guarda diversas belezas naturais, como montanhas, praias, desertos, além de opções culturais e gastronômicas. 
Antes de falar sobre os atrativos é interessante ressaltar que os brasileiros precisam de visto para entrar no país, sendo que há duas maneiras de obter o documento. A primeira é diretamente na Embaixada do Vietnã no Brasil e a outra é uma pré-solicitação online (www.visa-vietnam.vn/en – este é um dos sites). Com essa autorização prévia, você pode retirar o seu visto diretamente no aeroporto no momento da chegada. 

Hanói
Hanói é a capital do Vietnã, tem mais de 6 milhões de habitantes e está localizada ao norte do país, tendo mais de 2 mil anos de história, com grande influência da França neste percurso. 

No local é possível andar pelo labirinto das ruas do Old Quarter, conhecer o Mausoléu de Ho Chi Minh, localizada no centro da Praça Ba Dinh, local no qual está o corpo do líder comunista que concede o nome ao local. 

Hoi An é calma e tem beleza consagrada

Hoi An
Considerada Patrimônio da Humanidade pela Unesco e uma das cidades mais lindas do mundo, Hoi An é o oposto de Hanói e seu trânsito tumultuado. 

A cidade é muito colorida e fica no centro do país, a 780 km de Hanoi. O melhor jeito de viajar pelo país é de ônibus, já que eles são confortáveis, com camas e cadeiras que deitam completamente.
As ruelas estreitas são iluminadas por lanternas coloridas durante a noite e as casas coloniais têm fachadas amarelas. 

Para completar todo esse charme, a cidade ainda tem uma praia, Cua Dai. Na orla há alguns restaurantes de frutos do mar. Outro local que vale a pena ir, é o An Bang, a 3 km, que tem menos movimento de vendedores ambulantes e turistas. Quem estiver no país, de março a setembro, pode ir as ilhas Chams, que atraem pela beleza e o lado exótico. 

Baía de Halong
Outro Patrimônio da Humanidade da Unesco, a Baía de Halong, está localizada no Golfo de Tonkin, um arquipélago com 3 mil ilhas cercadas por águas esverdeadas e cobertas por vegetação. As viagens até a Baía saem de Hanói, sendo que a viagem é feita em um junk, uma espécie de barco a vela parecido com as antigas embarcações. O passeio inclui paradas em algumas ilhas, para visitar as cavernas e até andar de bicicleta em meio às plantações de arroz.

Gastronomia
A gastronomia do Vietnã é bem diversificada e diferente da brasileira. Há sopas, pescados, talharins, panquecas, camarão, carnes de boi, frango, porco e legumes variado. Há influências da China, Tailândia e Malásia, como o pho, feito de caldo de legumes e carne. 

Felpuda


É quase certo que a aposentadoria deverá ocorrer de maneira mais rápida do que se pensava em determinado órgão. O que deveria ser a tal ordem natural dos fatos acabou sendo atropelada por acontecimentos considerados danosos para a imagem da instituição. Os dias estão passando, o cerco apertando e já é praticamente unanimidade de que a cadeira terá de ter substituto. Mas, pelo que se ouve, a escolha não deverá ser com flores e bombons de grife.