Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

PECUÁRIA

Arroba do boi gordo aumentou 5,8% no 1º trimestre em MS

Exportações in natura cresceram 24%
09/04/2019 14:31 - ALINE OLIVEIRA


 

O preço da arroba do boi gordo chegou a R$ 140,71 para pagamento à vista, na primeira semana de abril. Os dados apresentados pela Unidade Técnica da Federação de Agricultura e Pecuária (Sistema Famasul) apontam ainda, incremento de 5,8% em relação ao ano passado, quando o valor médio foi de R$ 133 reais. 

Com relação às exportações, a Secretaria de Comércio Exterior (Secex), apontou que nos mesmo período (janeiro a março), as exportações de carne bovina in natura subiram 24% em relação a 2018, saindo de 32,6 para 40,5 mil toneladas.

A receita atingiu US$ 144 milhões. Os principais destinos das vendas internacionais, são: Chile, Hong Kong e Emirados Árabes Unidos.

Na avaliação do presidente do Sistema Famasul, Maurício Saito, o fator que mais contribuiu para a melhoria no desempenho das vendas é a qualidade da carne bovina sul-mato-grossense. 

“A demanda externa aquecida tem ajudado a enxugar a oferta de carne bovina no mercado interno, com isso, os preços estão firmes. O resultado demonstra o empreendedorismo dos produtores rurais e o reconhecimento do nosso setor pela qualidade, que coloca o Mato Grosso do Sul em 4º lugar no ranking nacional de estados exportadores”, argumenta.

RETOMADA RÚSSIA

Saito destacou ainda outra notícia importante para o setor pecuário. "A Rússia voltou a comprar carne bovina brasileira no primeiro trimestre de 2019. Esse retorno gera otimismo para a pecuária tendo em vista a importância deste mercado que poderá retomar, no curto prazo, as relações comerciais com Mato Grosso do Sul", conclui o representante.

Cabe destacar que o país já foi importante comprador da carne sul-mato-grossense, ocupando em 2017, o 4º lugar no ranking dos principais destinos da matéria-prima. 

*Com informações Assessoria Famasul
 

Felpuda


Comentários ouvidos pela “rádio peão”, em ondas curtas, são de que figurinha só ganharia apoio dos colegas caso pessoa agregada fosse “curtir a aposentadoria” de uma vez por todas. Como seu acordo político acabou naufragando nesta campanha, agora dito-cujo estaria querendo recuar e não ceder o lugar. 

Isso até poderia acontecer, se não fosse a sua, digamos, eminência parda. Afe!