Correio Rural
PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL

Reinaldo Azambuja propõe mais duas leis para redução de carbono até 2030

Em evento no Bioparque, governador lembrou das ações tomadas pelo Estado para mitigar impactos da produção agropecuária

Ana Clara Santos

06/06/2022 19:16

Durante o Seminário de Iniciativas Descarbonizantes da Agropecuária Brasileira, realizado na tarde desta segunda-feira (6), o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, lançou o plano tecnológico para que o Estado neutralize a emissão de gás carbônico até 2030.

De acordo com o governador, os produtores agrícolas ou pecuários deverão ter suas ações norteadas na preservação do meio ambiente, recuperação das áreas degradadas e produção sustentável, seguindo as cartilhas disponibilizadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), apresentadas durante o evento por representantes da pasta, e as políticas públicas de Carbono Neutro. 

Para reforçar o compromisso com o desenvolvimento sustentável, o governador apresentou duas novas leis. Uma para a implantação do programa estadual de bioinsumos do Estado para fortalecer o uso de fertilizantes orgânicos na produção agrícola. 

A segunda lei irá para votação na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (5) e cria o protocolo signatário “Governadores pelo Clima”,  que vai nortear as ações de políticas públicas duradouras para o desenvolvimento sustentável da agropecuária.

“É possível produzir alimento com sustentabilidade, basta seguir os programas existentes para o desenvolvimento sustentável”, pontuou Azambuja.