Clique aqui e veja as últimas notícias!

RURAL

Rebanho livre da aftosa sem vacina

Com estados livres da febre aftosa, a ministra Tereza Cristina pensa em voos mais altos para o setor produtivo da carne.
31/05/2021 08:30 - Da Redação


Após o reconhecimento internacional de quatro estados brasileiros e de partes de outros dois como zonas livres de febre aftosa sem vacinação, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, já pensa em voos mais altos para o setor produtivo da carne.

Na semana passada, os estados do Paraná, do Rio Grande do Sul, do Acre, de Rondônia e de partes do Amazonas e de Mato Grosso foram reconhecidos internacionalmente como zonas livres de febre aftosa sem vacinação. 

Ao todo, são mais de 40 milhões de cabeças que deixam de ser vacinadas, o que corresponde a cerca de 20% do rebanho bovino brasileiro, e 60 milhões de doses anuais de vacina que deixam de ser utilizadas, gerando uma economia de aproximadamente R$ 90 milhões aos produtores rurais.