Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MOTOMAIS

Coluna com dicas <br>e novidades sobre motos

Coluna com dicas <br>e novidades sobre motos
31/12/2019 06:00 - EDMUNDO DANTAS/Agência Automotrix


Honda NXR 160 Bros (Foto: Divulgação)

Prêmio com valor
A Honda NXR 160 Bros é campeã geral do Selo Maior Valor de Revenda - Motos 2019, certificação realizada pela Agência AutoInforme. A trail registrou uma perda de apenas 5,6% do seu preço após um ano de uso e ganhou o título de moto mais valorizada do Brasil pela quarta vez seguida. Desempenho, design, economia de combustível e outros atributos são importantes na hora de comprar uma moto, mas o valor de revenda é fator relevante na decisão. Isso porque o consumidor não quer perder muito na hora da troca. A moto bem valorizada tem a preferência do comprador. Daí a importância de conhecer o índice de depreciação de cada moto do mercado, informação revelada pelo Estudo de Depreciação feito pela Agência AutoInforme e que define a certificação Maior Valor de Revenda. O Estudo de Depreciação considerou os preços praticados no mercado de motos zero-quilômetro em outubro de 2018 (e não os preços de tabela) e comparou com os da mesma moto um ano depois, em outubro de 2019.

NAWA Racer (Foto: Divulgação)

Revolução elétrica
A empresa francesa NAWA Technologies apresentará um novo conceito de motocicleta elétrica na CES 2020, que acontecerá de 7 a 10 de janeiro em Las Vegas, nos Estados Unidos. O evento produzido pela Consumer Technology Association (CTA) atrai há cinquenta anos os líderes empresariais do mundo e serve como campo de provas para tecnologias inovadoras. A novidade é a NAWA Racer, um impressionante conceito de moto de emissão zero inspirado nas “cafe racers” dos anos 60, mas é alimentado por um sistema de bateria que combina os ultracapacitores de última geração com íons de lítio. A base são os ultracapacitores à base de carbono da empresa, que carregam e descarregam em segundos, capazes de captar energia da frenagem regenerativa e fornecê-la de volta a um motor elétrico muito rapidamente. Oferecendo dez vezes mais potência e cinco vezes mais energia do que as tecnologia existentes, o sistema revolucionário permite à NAWA Racer reutilizar 80% da energia perdida na frenagem e gera economia de 25%. A NAWA Racer pode percorrer cento e cinquenta quilômetros em um ciclo misto, incluindo estradas, mas pode dobrar seu alcance em uma área urbana, cobrindo até trezentos quilômetros entre cargas. A bateria inteira pode ser carregada em 80% em uma hora a partir de um suprimento doméstico. O motor de aro sem cubo acelera a NAWA Racer até 100 km/h em menos de três segundos, para uma velocidade máxima superior a 160 km/h. “Os ultracapacitores da NAWA Technologies oferecem a solução completa, a menor resistência interna e o menor custo. Levando em consideração desempenho, alcance, eficiência, peso e tempo de carregamento a novas alturas, esse sistema também é mais ecológico. Nossos ultracapacitores são baseados em carbono, que é natural e abundante, portanto, nossos pacotes híbridos também reduzem a necessidade de mineração de lítio”, explica Pascal Boulanger, fundador e presidente do Conselho de Administração da NAWA Technologies.

Honda ADV150 (Foto: Divulgação)

Nova scooter a caminho
A categoria scooter é uma das que mais crescem no Brasil, seguindo tendência mundial. Uma das provas da importância do segmento é a quantidade de lançamentos e novos players apostando nesse tipo de motocicleta. Depois de aparecer no estande da Honda no Salão Duas Rodas, para que a marca pudesse estudar sua aceitação junto ao grande público do evento, a pequena scooter aventureira ADV150, que já é vendida no mercado asiático, já teve sua patente registrada pela fabricante no Instituto Nacional da Propriedade Intelectual (INPI). O registro serve para a marca poder resguardar os direitos sobre o modelo, mas não significa, necessariamente, que ele será lançado no Brasil. No entanto, é grande a possibilidade que ela seja produzida na Zona Franca de Manaus. A ADV 150 é uma scooter com o porte similar ao da PCX, porém, traz como diferenciais pneus de uso misto e suspensão de curso mais longo, adequados para pisos irregulares, e para-brisa com dois níveis de ajuste na altura.

TVS Apache RTR 200 2020 (Foto: Divulgação)

Modernizada
No mercado indiano, a TVS anunciou o modelo 2020 da Apache RTR 200 com atualizações. Ela chega com faróis de leds levemente redesenhados, um pouco mais inclinados, painel com conexão Bluetooth, freios ABS de dois canais e ajustes no sistema de injeção. Os grafismos também foram modificados e os novos retrovisores estão mais aerodinâmicos. O painel com conexão Bluetooth, com o app TVS SmartXonnect, permite navegação GPS curva a curva, notificações de ligações e SMS, alertas de queda/acidente, aviso de combustível baixo, telemetria de corrida e dados de inclinação da moto. Além disso, o sistema detecta quando o combustível está baixo e mostra na tela os postos de combustíveis por perto, podendo facilmente navegar por GPS para algum deles. O motor permanece sendo o monocilíndrico de 197,75 cm³, capaz de gerar até 21 cavalos de potência máxima e 1,85 kgfm de torque. O câmbio é de 5 velocidades com embreagem deslizante. No Brasil, a Apache RTR 200 é montada e vendida pela Dafra por R$ 12.790, mas não há previsão de quando a atualização chegará ao país.

Felpuda


Como era de se esperar, as pesquisas mexeram nos ânimos de candidatos, principalmente daqueles que apareceram com índices pífios.

E assim, muitos deles certamente darão novo rumo às suas campanhas eleitorais.

A maioria, é claro, tenta mostrar otimismo, e o que mais se ouve por aí é que “agora o momento será de virada”.

Como disse atento e irônico observador: “Tem gente por aí que poderá virar, sim. Mas virar gozação!”. Ui...