Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MOTOMAIS

Coluna com dicas e novidades <br>sobre motos

Coluna com dicas e novidades <br>sobre motos
10/01/2020 05:30 - EDMUNDO DANTAS/Agência Automotrix


Damon Motorcycles Hypersport Pro (Foto: Divulgação)

Tecnologia canadense
A Damon Motorcycles, com sede em Vancouver, no Canadá, e a BlackBerry, empresa canadense de software e serviços de segurança que se tornou famosa pela produção dos primeiros smartphones, se juntaram para criar a superbike elétrica Hypersport Pro. O protótipo foi exibido no estande da BlackBerry na CES 2020, a maior feira de tecnologia do mundo, que acontece em Las Vegas, nos Estados Unidos, de 7 a 10 de janeiro. A Damon Motorcycles anunciou que seu sistema de alerta avançado de colisão CoPilot, que monitora em tempo real o que acontece ao redor da motocicleta e atua autonomamente, será alimentado pela tecnologia BlackBerry QNX em toda a sua linha de motocicletas elétricas. O sistema conta com radar, câmera 360 graus e sensores que, ao detectar algum acidente ou risco para o motociclista, envia mensagens de alerta para o painel da moto e vibrações como as de um smartphone para as manoplas. A moto conta ainda com o sistema Shift, que permite ao motociclista ajustar assento, manoplas e pedaleiras eletronicamente. As opções de posição de pilotagem podem ir de esportiva a urbana com toques em um botão. “Estamos em uma missão para liberar todo o potencial da mobilidade pessoal para os passageiros do mundo. Para resolver isso, passamos os últimos três anos desenvolvendo uma plataforma de motocicleta eletrônica totalmente conectada e equipada com inteligência artificial que incorpora o CoPilot, nosso sistema de aviso de 360 graus para o proprietário. Desenvolvendo-o com a melhor tecnologia da categoria da BlackBerry, que é a segurança certificada, as Damon serão as motocicletas elétricas mais seguras e avançadas do mercado”, disse Jay Giraud , CEO da Damon Motorcycles. O novo modelo deve chegar às ruas em meados de 2020. Especificações técnicas e preço não foram anunciados.

Óleo Ipiranga Scooter Performance (Foto: Divulgação)

Na garupa do crescimento
As scooters estão conquistando cada vez mais o brasileiro e surgem como alternativa para quem quer fugir do trânsito nas grandes cidades com estilo. Em 2019, as vendas de scooters ao varejo apontam um crescimento de 8,5%. Atualmente, são mais de quinze modelos disponíveis no mercado, oferecidos por seis fabricantes. As scooters funcionam em regime específico em seus motores e, para garantir lubrificação, limpeza, vedação e prevenção contra corrosão do motor, os lubrificantes são essenciais para garantir a melhor saúde do propulsor e a performance do veículo. De olho no crescimento da demanda, a Ipiranga Lubrificantes, que já conta com uma linha completa de cuidados para motos, lançou uma linha de lubrificantes exclusiva para scooters. Segundo a fabricante, os produtos da linha Ipiranga Scooter Performance são providos da tecnologia exclusiva Nano Armor, que dá mais proteção contra o atrito e desgastes formando uma cobertura de proteção e aumentando sua durabilidade, promovendo economia de combustível, auxiliando a limpeza interna do motor e melhorando sua performance.

Grupo de motocicletas (Foto: Luiza Kreitlon/Automotrix)

Menos DPVAT
Após um período de indefinição sobre a cobrança do DPVAT em 2020, o Superior Tribunal Federal decidiu suspender a medida provisória do Governo Federal que extinguia a cobrança do tributo conhecido como “seguro obrigatório” para este ano. Todavia, os valores caíram substancialmente e a cobrança para motos será de R$ 12,30, uma redução de 86% em relação ao valor cobrado em 2019, que foi de R$ 84,58. Os ciclomotores (até 50 cc) pagarão R$ 5,67 - eram de R$ 19,65. Essa derrubada geral nos valores do DPVAT se deve ao novo cálculo feito pela Susep (Superintendência de Seguros Privados) que incluiu os valores acumulados ao longo dos últimos anos quando a cobrança considerou a formação de um “fundo de reserva” na Seguradora Líder, administradora do DPVAT. O valor desse fundo chegou a R$ 5,8 bilhões e a redução nos preços é para consumir esse fundo acumulado que foi gerado por cobrança indevida. A Susep estima que esses valores menores permaneçam iguais até 2023, tempo suficiente para consumir o total acumulado, considerando que os sinistros e consequentes indenizações permaneçam na mesma média dos últimos anos. Outra novidade será a abertura do mercado para outras seguradoras a partir de 2021, acabando com o monopólio da Líder.

Vespa Club 125 (Foto: Luiz Humberto Monteiro Pereira/Automotrix)

Vespa quer ser pop
A Vespa, tradicional marca italiana de scooters do grupo Piaggio, que há cerca de três anos chegou ao Brasil, quer crescer para além do círculo de fãs, com modelos mais acessíveis. Foi justamente desde a chegada da Vespa que as vendas de scooters começaram a deslanchar no Brasil, com uma demanda por mobilidade cada vez maior. Agora, a estratégia é expandir as vendas com modelos mais baratos. A Vespa Club 125 terá preço sugerido de R$ 14.980. A marca conta com duas lojas, uma em São Paulo (SP) e outra em Belo Horizonte (MG). A meta é abrir outras em Goiânia (GO), Curitiba (PR), Florianópolis (SC) e Rio de Janeiro (RJ). Na Vespa Club 125, o motor monocilíndrico de 125 cilindradas refrigerado a ar gera 9,5 cavalos de potência a 7.250 rpm e torque de 1,01 kgfm a 6.250 rpm.

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!