Clique aqui e veja as últimas notícias!

ECONOMIA DOMÉSTICA

Por que o preço dos alimentos subiu e quando eles deve voltar ao normal?

Arroz e vegetais tiveram aumentos astronômicos nas últimas semanas no país
23/09/2020 06:00 - Ricardo Campos Jr

Altas vertiginosas no preço de alguns alimentos, como arroz e hortaliças, pesam no bolso e fazem o consumidor questionar o próprio orçamento doméstico, algumas vezes substituindo ou cortando certos produtos. A má notícia: esta não é a primeira e tampouco será a última que isso acontece, mas quais as razões e quando vai passar?

Segundo a economista Daniela Dias, os fatores de destaque para o encarecimento são o câmbio e o binômio oferta-demanda. 

Ela explica que, com a pandemia, houve aumento na procura por alimentos, tanto para abastecimento interno quanto no mercado externo. Além disso, houve uma desvalorização ainda maior do real frente ao dólar, de forma que as importações ficaram mais caras e as exportações acabaram mais atrativas para os demais países, uma vez que são necessários menos dólares para adquirir determinada quantidade de grãos, por exemplo.

“É claro que ainda tem o fator de que os preços são ditados no mercado internacional, mas essa questão do abastecimento externo e o aumento da demanda externa fizeram com que nós tivéssemos um aumento das exportações e consequentemente, pela lei da oferta de da demanda, houve aumento de preços”, diz a economista.

Outros fatores, afirma, se voltam ao mercado interno, “porque nós também tivemos procura por alimentos principalmente em março e abril. Naquele momento, os preços foram segurados um pouco, mas no decorrer dos meses, tivemos uma desaceleração devido ao desemprego que estava acontecendo. Isso contribuiu para que os preços fossem elevados para compensar as perdas”.

Ainda não acabou... Faça login ou cadastre-se para continuar lendo essa notícia gratuitamente

Receba acesso também a outras notícias exclusivas. É rapidinho e não pediremos seu cartão de crédito :)

Quero Me Cadastrar

Já tem cadastro? Faça login clicando aqui