Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PESQUISA

Inflação de julho aumenta 0,73% em Campo Grande, impulsionada principalmente por aumento da gasolina

O grupo Despesas pessoais foi o único que apresentou queda, mantendo índice de -0,01%
07/08/2020 14:28 - Gabrielle Tavares


Pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do mês de julho subiu 0,73% em Campo Grande. Índice de 0,50 ponto percentual (p.p)acima da variação observada em junho, de 0,23%.  

O número contrasta com o resultado de julho de 2019, quando o IPCA registrou queda de -0,01%. No ano, o indicador acumula alta de 1,07%. No Brasil, o IPCA de julho foi de 0,36%.

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, oito apresentaram alta em no último mês. O maior impacto, de 0,35 p.p., foi da categoria Transportes, com 1,72%.

Os preços do item de combustíveis, aumentaram 2,75%. O destaque foi do subitem gasolina, com 2,83%, que apresentou o maior impacto individual no índice do mês, com 0,19 p.p.  

Depois da categoria Transportes, o maior índice de ponto percentual foi do grupo Habitação, com 1,21%, que acelerou em relação ao resultado de junho (0,04%) e contribuiu com 0,18 p.p.  

Alimentação e bebidas  

A alimentação para consumo no domicílio apresentou alta de 0,13%. O maior impacto positivo, de 0,15 p.p., foi das carnes, cujos preços subiram 3,71%.  

Outros alimentos importantes de cestas básicas, como o leite longa vida, teve aumento de 3,05%; o arroz, 2,78%; e as frutas, 0,95%.

Já os que registraram queda foram, principalmente, a batata-inglesa, com -34,19% foi a maior contribuição individual negativa no IPCA de julho com -0,0850 p.p.; além do tomate, com -23,77%;  e da cebola, com -12,09%.

Já a alimentação fora do domicílio registrou queda de 0,13 %, influenciada pelo resultado do subitem lanche, -0,25%. O subitem refeição também registro queda de 0,08%.

Saúde e higiene

O grupo saúde e de cuidados pessoais teve alta de 0,51% na variação mensal e o índice foi  impactado em 0,07 p.p., que foi influenciado pelo aumento no item produtos farmacêuticos, de 1,53%.

Os itens que tiveram destaque foram: antigripal e antitussígeno (3,07%), hormonal (3,23%) e hipotensor e hipocolesterolêmico (3,96%).  

Em relação aos produtos de higiene pessoal, a ênfase é para o subitem perfume, que em junho havia registrado queda de 3,02%, e em julho teve aumento de 3,22%.  

Já a variação mensal dos subitens óculos de grau, com -3,97%, e dos artigos de maquiagem, -3,43%, representaram as principais baixas.

Cálculo  

Foram comparados os preços coletados no período de 1º a 28 de julho de 2020 com os preços vigentes no período de 29 de maio a 30 de junho de 2020 para o cálculo do índice do mês.

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento monetário de 1 a 40 salários mínimos, e abrange dez regiões metropolitanas do país.

 
 

Felpuda


A lista do Tribunal  de Contas de MS,  com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros  de quando exerceram cargos públicos,  está deixando  muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto  pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!