Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CALENDÁRIO

Caixa Econômica paga auxílio emergencial nesta segunda-feira para mais de 6 milhões de brasileiros

De 9 de abril até hoje, a Caixa já creditou mais de R$ 16,3 bilhões para 24,2 milhões de pessoas
20/04/2020 12:16 - Bruna Aquino


A Caixa Econômica Federal (CEF) continua com o cronograma de pagamentos do auxílio emergencial de R$ 600 para beneficiários para ajudar na crise gerada pela pandemia do novo coronavírus. Até o fim desta segunda-feira (20), serão creditados os pagamentos para 6.154.392 beneficiários exclusivamente do Bolsa Família e inscritos pelo aplicativo ou site. 

Desde o dia 9 de abril até a manhã de hoje, a Caixa informou que já creditou mais de R$ 16,3 bilhões para 24,2 milhões de brasileiros.

Até agora, 40,9 milhões de pessoas já concluíram o cadastro no site e no aplicativo, por meio do qual informais, autônomos, desempregados e MEIs puderam solicitar o benefício.

Tem direito ao benefício, pessoas maiores de 18 anos que esteja desempregado ou exerça atividade na condição de Microempreendedores individuais (MEI); contribuinte individual da Previdência Social e Trabalhador Informal. Além disso, pessoas que Pertença à família cuja renda mensal por pessoa não ultrapasse meio salário mínimo  (R$ 522,50), ou cuja renda familiar total seja de até 3 (três) salários mínimos (R$ 3.135,00).

Entre os que já receberam a primeira parcela do benefício, estão 9,29 milhões de inscritos Cadastro Único que não recebem Bolsa Família; 3,85 milhões de beneficiários do Bolsa Família; e 3,44 milhões de cadastrados via aplicativo e site que já tinham conta poupança na Caixa. Ao todo, 45,2 milhões de pessoas já haviam sido aprovadas para receber o auxílio emergencial, segundo a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência vinculada ao Ministério da Economia, a Dataprev.

*Com informações do G1

 
 

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.