Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CRISE DO CORONAVÍRUS

Caixa derruba juros do cheque especial e cartão de crédito para 2,9% ao mês

Parcelas do financiamento imobiliário terão vencimento adiado
27/03/2020 12:11 - Eduardo Miranda


O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou na manhã desta sexta-feira (26) medidas para aumentar a liquidez em tempos de paralisação econômica por causa das medidas de isolamento social, necessárias para combater a disseminação do coronavírus. As mais radicais delas serão a redução das taxas de juros do cheque especial, e também do rotativo do cartão de crédito para 2,9% ao mês.  

“Ainda é caro, queremos reduzir mais, mas a Caixa faz isso matematicamente, se não acontece o que ocorreu há dez anos, quando o banco precisou de dinheiro do Tesouro”, explicou Guimarães.  

Estas taxas estavam, em média, a 7,7% ao mês.  

CRÉDITO IMOBILIÁRIO

Em outra medida para dar alívio financeiro à população, a Caixa também anunciou o adiamento do vencimento de parcelas de financiamento imobiliário em até três meses. “São três meses em algumas linhas de crédito, mas isso pode ser prorrogado se a crise se intensificar”, explicou o presidente da Caixa. “Não foram milhares, foram milhões de pedidos”, disse. 

 

Felpuda


A lista do Tribunal  de Contas de MS,  com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros  de quando exerceram cargos públicos,  está deixando  muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto  pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!