Clique aqui e veja as últimas notícias!

MERCADO

Com alta no preço das carnes, produção de ovos bate recorde em MS

Segundo o IBGE, houve um aumento de 28%, em relação à safra passada
10/12/2020 16:22 - Flávio Veras


Com alta de preço das carnes, o Mato Grosso do Sul registrou aumento de 28% na produção de ovos de galinha, o maior índice registrado pela série histórica iniciada em 1990. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com base nas Pesquisas Trimestrais da Produção Pecuária para o terceiro trimestre de 2020.  

Segundo o levantamento, a produção do produto foi de 15,2 milhões de dúzias no 3º trimestre de 2020, número 28% (+3,3 milhões) maior que o registrado no mesmo trimestre de 2019 e 9,3% (+1,3 milhões) acima do que o apurado no trimestre imediatamente anterior. É a maior registrada na série histórica para o estado, iniciada em 1990.

Já no Brasil, a produção de ovos de galinha chegou a 1,01 bilhão de dúzias no 3º trimestre deste ano. É a maior registrada na série histórica, iniciada em 1987. Houve aumentos de 3,8% na comparação com o 3º trimestre de 2019 e de 3,6% frente ao apurado no 2º trimestre de 2020.

Segundo o IBGE, períodos de recessão econômica como o do isolamento social por conta da pandemia da Covid-19 tendem a aumentar o consumo de ovos de galinha, por se tratar de uma fonte de proteína mais acessível do que as carnes.

Durante o terceiro trimestre de 2020, o estado de São Paulo se manteve como maior produtor de ovos dentre as Unidades da Federação, seguido por Paraná e Minas Gerais. Mato Grosso do Sul ocupa o 11º lugar no ranking.

“A alta no preço das carnes, registrada ao longo do 3º trimestre, tende a fomentar o consumo de ovos de galinha, por se tratar de uma fonte de proteína mais acessível”, afirma Bernardo Viscardi. O pico de produção no estado ocorreu em julho, quando foram contabilizadas 5,18 milhões de dúzias.