Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

RETOMADA

Confiança do comércio cresce e atinge marca igual à de março, primeiro mês da pandemia

Aumento pode ter relação com a proximidade das festas de fim de ano, aponta economista
26/10/2020 10:34 - Rodrigo Almeida


Crescimento do Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) em Campo Grande atinge marca de 115,1 em outubro. A escala vai até 200 e há uma tendência de alta nas últimas duas pesquisas. 

Esse é o maior resultado desde março, mês em que foi estipulado o estado de emergência, de acordo com dados da pesquisa da Confederação Nacional do Comércio (CNC). 

Segundo a nota, a coleta é realizada sempre nos últimos dez dias do mês anterior ao da divulgação da pesquisa. Assim, os dados do ICEC de outubro/2020 foram coletados nos últimos dez dias do mês de setembro/2020. 

Por isso, apesar de março ser o primeiro mês da pandemia, os dados são referentes ao mês de fevereiro, no qual o pico dos últimos 12 meses atingira 136,5 pontos e apontava uma tendência de alta da confiança do empresariado campo-grandense que se iniciara em dezembro de 2019. 

O real impacto da pandemia é notado a partir do resultado de abril, este sim referente a março. Naquela ocasião, a confiança dos comerciantes de Campo Grande atingiram 114,8, pouco abaixo da marca divulgada nesta segunda-feira. 

“São perspectivas boas para o consumo, pois devemos lembrar que o ICEC é um indicador que antecede as vendas do comércio, a partir do ponto de vida dos empresários. Se a percepção atual está melhorando – no auge da pandemia esteve em 72,6, no mês de junho – é um apontamento que o cenário econômico tende a melhorar”, explica a economista do Instituto de Pesquisa e Comércio (IPF/MS) Daniela Dias.

De acordo com a pesquisa, a expectativa com a economia é positiva para 82,8% dos empresários e, especificamente para o comércio, segundo 86,3% dos entrevistados.

O otimismo também quanto aos próprios negócios, segundo 89,9 % dos entrevistados. E, há perspectiva de contratação nos próximos meses para 58,2%.

Em comparação entre outubro deste ano e o mesmo mês de 2019 a queda é de 14%. O ICEC naquele momento marcara 134 pontos, um indicativo de ânimo segundo a economista. 

“A proximidade das festas de fim de ano, período de maior movimento para o comércio pode estar contribuindo para esse otimismo”, pontua Daniela.

 
 

Felpuda


Comentários ouvidos pela “rádio peão”, em ondas curtas, são de que figurinha só ganharia apoio dos colegas caso pessoa agregada fosse “curtir a aposentadoria” de uma vez por todas. Como seu acordo político acabou naufragando nesta campanha, agora dito-cujo estaria querendo recuar e não ceder o lugar. 

Isso até poderia acontecer, se não fosse a sua, digamos, eminência parda. Afe!