Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

AUMENTO

Conta de luz ficará 6,9% mais cara; confira dicas de como economizar

Recurso do conselho de consumidores contra o índice ainda não foi julgado
26/06/2020 15:13 - Súzan Benites


A conta de luz vai ficar mais cara a partir da próxima quarta-feira (1º) em Mato Grosso do Sul. O reajuste de 6,9%, foi aprovado em abril pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O Conselho de Consumidores da Área de Concessão da Energisa MS (Concen)  entrou com recurso na Agência para tentar diminuir o impacto para os consumidores, mas ainda não houve julgamento. Com a certeza do aumento, o Correio do Estado traz algumas dicas para economizar energia.

O aumento foi aprovado em abril, mas foi postergado para julho, em função da pandemia. “É preciso estar atento ao consumo. Como as temperaturas estão mais baixas, com a chegada do inverno, os custos tendem a subir em função do uso do chuveiro elétrico”, disse a presidente do Concen, Rosimeire Costa.

Ainda não dá decisão da Aneel quanto ao recurso ingressado pelo Concen contra o índice de reajuste. Embora só chegue aos consumidores a partir de 01 de julho, a distribuidora não fica sem arrecadar neste período, em que vai fazer o diferimento da parcela da Conta de Desenvolvimento Energético. O montante é de R$ 42 milhões e será recomposto nos seis meses subsequentes com aplicação da taxa Selic. O efeito financeiro será sentido pelo consumidor em 2021.

O conselho questiona alguns componentes da formação do reajuste, mas o principal deles é quanto ao risco hidrológico, que, sozinho, representa 40% do cálculo. Isso porque, conforme admitido pela própria Aneel, tal risco foi sobrecalculado, sem considerar as chuvas abundantes que mantiveram os reservatórios de hidrelétricas cheios neste início de ano e também a queda de demanda em função da pandemia do Coronavíus.

“Solicita-se, portanto, que a Aneel atenha-se ao estabelecido no que está regulado e leve em conta dados atualizados para o cálculo de Risco Hidrológico retificando os cálculos e reduzindo o valor desse efeito nos Componentes Financeiros do processo atual de 3,03% para 0,92%, reduzindo o reajuste tarifário de 6,90% para 4,76%”, consta do recurso do Concen.

DICAS

Para a conta não pesar no fim do mês é importante se atentar a alguns hábitos. Confira as dicas:

1 - Optar por lâmpadas de led ou fluorescentes, além de iluminar mais, estes modelos geram um gasto muito menor;

2- Apagar as luzes quando não estiver utilizando;

3- Deixar a temperatura da geladeira ajustada na posição inverno;

4 - Não secar roupas e tênis atrás da geladeira;

5- Separar roupas para lavar todas de uma só vez;

6- Desligar a televisão sempre que não tiver ninguém assistindo;

7- Assim como na hora de lavar, passar roupas todas de uma vez;

8- Sempre que possível tomar banhos com o chuveiro na posição verão;

9 - Tomar banhos rápidos e eficientes, nunca utilize o chuveiro mais de 15 minutos por dia.

 

Felpuda


Mesmo sem ter, até onde se sabe, combinado com o eleitor, candidato a prefeito começou a apresentar nomes do seu ainda hipotético secretariado, pois parece estar convicto de que conseguirá vencer a disputa.

Os adversários dizem por aí que ele está muito distante de “ser um Jair Bolsonaro”, que, ainda na campanha eleitoral para presidente da República, já falava em Paulo Guedes para ser seu ministro de Economia. Como sonhar é permitido