Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PLANO SAFRA

Crédito para atender agricultura familiar será de R$ 188 milhões

Recursos foram disponibilizados em 1º de julho e podem ser contratados até 30 de junho de 2021
13/07/2020 10:00 - Súzan Benites


 

O pequeno produtor de Mato Grosso do Sul tem mais crédito disponível para a próxima safra. O Plano Safra 2020/2021 disponibiliza R$ 188 milhões em recursos para a agricultura familiar. Do total assegurado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), R$ 123 milhões poderão ser utilizados para custeio e R$ 65 milhões para investimentos.  

Os valores foram disponibilizados no dia 1° de julho e podem ser contratados até o dia 30 de junho de 2021. A taxa de juros varia entre 2,75% e 4% ao ano. De acordo com o titular da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, os dados do Plano Safra 2020/2021 mostram que os governos federal e estadual estão alinhados em relação à política de incentivo à agricultura familiar. “Neste ano, o plano voltado para a agricultura familiar está baseado em três pilares: assistência técnica, crédito e comercialização. Não é uma inovação, mas é o que também defendemos na política estadual de desenvolvimento do setor. E faremos um trabalho forte, por meio da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural [Agraer], para conseguir alocar esses recursos”, afirmou.

Conforme adiantado pela ministra Tereza Cristina Dias ao Correio do Estado, o Mapa está empenhado em atender os pequenos produtores, para que estes cresçam com uma produção voltada para a qualidade. “Eu espero que [o plano] atenda principalmente o pequeno e médio produtor. O Mapa hoje é o único que cuida de todas as categorias de produtores: os pequenos, médios, grandes e os assentados. Hoje temos uma diversidade enorme de políticas públicas para atender esse público diverso que é nosso cliente, vamos assim dizer. Nossa filosofia é atender um número maior de produtores e colocar muitos planos de ação para que possamos atender os mais diversos segmentos, tanto na parte de investimentos quanto de custeio, para o pequeno, o médio e o grande produtor”.

FORÇA-TAREFA

A equipe técnica que atende os agricultores familiares realizou uma força-tarefa nos últimos dois meses para aplicar os R$ 30 milhões restantes do Plano Safra 2019/2020, por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Segundo a Semagro, entre maio e junho, foram contratados R$ 29 milhões do recurso disponível.

Conforme o Banco do Brasil, no ciclo passado, foram contratados R$ 185 milhões pelos agricultores familiares de MS, sendo R$ 102 milhões para custeio e R$ 83 milhões para investimentos. “O trabalho da Agraer é fundamental para fazer o meio de campo entre o produtor e o banco. Sem a equipe técnica seria praticamente impossível destinar o recurso”, diz o gerente de mercado, Eduardo Campos.

Os projetos aprovados durante os meses de maio e junho beneficiaram 60 municípios do Estado, com destaque para Naviraí, que pleiteou R$ 3,925 milhões em projetos, e Coxim, que teve R$ 1,606 milhão angariados entre maio e junho. Na parte de custeio foram elaborados projetos para mandioca, soja, milho, tomate e bovinos. Os investimentos estão voltados para a aquisição de máquinas agrícolas, estufas e matrizes bovinas.

O diretor-presidente da Agraer, André Borges, diz que, com a pandemia, os técnicos da agência estão trabalhando em regime de plantão. “Nossa equipe recebe a documentação dos agricultores, digitaliza e envia para as instituições financeiras de cada município. A aplicação dos recursos reflete na produtividade e na produção final. Garantimos a assistência técnica da Agraer buscando obter o máximo de rendimento para todos”, informou.

O Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que o Estado tem 71.164 mil propriedades economicamente ativas. Do total, 61% ou 43.223 são de famílias que integram a agricultura familiar.

MAIS RECURSOS

O Banco do Brasil informou que Mato Grosso do Sul contará com valor recorde no Plano Safra 2020/2021. Serão destinados R$ 8,64 bilhões para pequenos e médios produtores. O montante é 12,5% maior em relação ao ano passado, quando foram liberados R$ 7,68 bilhões. 

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.