Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

IBGE

Depois de trégua em maio, produção industrial cai 0,3%

Depois de trégua em maio, produção industrial cai 0,3%
04/08/2015 09:34 - Folhapress


Com estoques altos, consumo em queda e baixa confiança dos empresários, a produção industrial do país recuou 0,3% em junho, na comparação com maio, informou o IBGE nesta terça-feira (3).

Com o resultado, a indústria confirma sua tendência de retração, após uma surpreendente alta de 0,6% em maio, frente a abril, puxada por fabricação de equipamentos de transportes e derivados de petróleo.

Apesar da queda, os valores são melhores do que a expectativa de economistas consultados pela agência internacional Bloomberg. Eles esperavam, em média, que a produção industrial caísse 0,7% em junho sobre o mês anterior, e que tivesse queda de 5% frente ao mesmo mês de 2014.

Quando comparado ao mesmo mês do ano passado, a queda da indústria foi de 3,2%. Foi a 16º queda consecutiva da produção industrial brasileira na comparação ao mesmo mês do ano anterior.

No primeiro semestre deste ano, a produção recuou 6,3% -a maior baixa desde 2009 (-13%), quando o setor ainda sentia os efeitos da crise hipotecária de alto risco iniciada nos Estados Unidos.

No acumulado dos últimos 12 meses até junho, a produção teve queda de 5%, uma desaceleração em relação a maio, quando houve queda de 5,3%.

O desempenho ruim da indústria se arrasta desde setembro de 2014 e é explicado pela baixa confiança dos empresários, menos gastos das famílias e do governo, além de um mercado internacional que não ajuda.

Esse quadro vem sendo enfrentado pelo setor com redução das jornadas de trabalho, férias coletivas, corte de funcionários, suspensão de investimentos e adiamentos de decisões sobre o negócio.

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...