Economia

pastagem

Embrapa lança Régua de Manejo

Embrapa lança Régua de Manejo

DA REDAÇÃO

04/07/2012 - 00h00
Continue lendo...

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária,  localizada em Campo Grande, lançou - ao comemorar 35 anos -  uma nova tecnologia que vai facilitar a vida do produtor de gado. Trata-se da Régua de Manejo que tem por finalidade apontar o momento correto de entrada e de saída do gado na pastagem.

Segundo os inventores da ferramenta, uma das dificuldades do produtor e motivo de preocupação é saber como manejar corretamente a pastagem para que ela não sofra queda de produtividade ao ser super pastejada, por exemplo, erro normalmente cometido quando não se sabe o momento exato de entrar e sair com os animais na pastagem.

“A nova ferramenta vai facilitar o trabalho de manejo da pastagem de forma adequada”, afirma o zootecnista e difusor de tecnologia da Embrapa, Haroldo Pires Queiróz – um dos criadores da tecnologia. Segundo ele, o dispositivo traz indicações de entrada e saída de animais do pasto conforme o tipo de capim e na parte superior da régua há um espaço para apresentação de marcas a serem associadas ao manejo correto das pastagens.

”A régua indica a altura certa de vários capins quando da entrada de animais (na cor verde) e da saída na pastagem (na cor vermelha) dos capins: Brachiaria humidicola Comum, Brachiaria decumbens cultivar Basilisk, Brachiaria brizantha, cultivares Marandu, Xaraés e BRS-Piatã e de três cultivares do gênero Panicum, Panicum maximum X Panicum infestus cultivar Massai, Panicum maximum cultivares Tanzânia-1 e Mombaça.

Fonte: Embrapa Gado de Corte/MS
 

ATÉ SÁBADO

Feirão do imposto tem de cervejas a remédios com descontos

Até o dia 25 de maio, mais de 20 empresas de vários segmentos comercializam produtos com isenção de tributos em Campo Grande

21/05/2024 12h01

De chop a alimentos e remédios, semana tem produtos com desconto de impostos

De chop a alimentos e remédios, semana tem produtos com desconto de impostos Foto: Agência Brasil

Continue Lendo...

Durante esta semana, até o dia 25 de maio, diversos produtos e serviços entre outros, serão comercializados com descontos nos tributos, em Campo Grande, em mais uma edição do Feirão do Imposto.

De acordo com a Associação Comercial de Campo Grande, participam da ação mais de 20 empresas dos segmentos alimentício, cosméticos, vestuário, farmacêutico, acessórios, serviços de beleza, entre outros..

Dentre os destaques, está o preço do chop, que fora da ação custa R$ 16 e será vendido por R$ 5,99, redução de R$ 10.

“Os estabelecimentos vão vender alguns produtos sem a cobrança de impostos e destacarão o valor dos tributos na formação do preço do produto, para demonstrar ao consumidor o quanto é cobrado pelo governo para que o cidadão adquira o item ou serviço que precisa”, explicou o coordenador do Conselho de Jovens Empresários (CJE), Willyan Francescon. 

Apesar de alguns estabelecimentos já estarem vendendo os itens com o desconto, a maioria fará a ação apenas no sábado (25), considerado o Dia D do Feirão do Imposto na Capital.

Até esta terça-feira, os brasileiros já pagaram R$ 1,4 trilhão em impostos aos governos federais, estaduais e municipais. Os sul-mato-grossenses foram responsáveis por arrecadar mais de R$ 15 bilhões desse montante, segundo informações do Impostômetro.

Além de Mato Grosso do Sul, outros 16 estados participam da campanha, criada pela Confederação Nacional de Jovens Empresários (Conaje), a fim de chamar a atenção para os altos impostos que afetam o dia a dia dos cidadãos e dos negócios.

Veja locais com descontos:

  • De hoje até sábado, as lojas Zamanda Joias e Duzani Lingerie disponibilizam peças selecionadas sem o valor de impostos. Os estabelecimentos estão situados no mesmo endereço: Avenida Eduardo Elias Zahran,3.032, sala 11. 
  • De terça-feira a sábado (21 a 25/05), o Funky Fresh, situado na Travessa Ana Vani, 51 - sala comercial 01, apresentará a bebida cappuccino cacau, o prato tomato sun-dried risoto (sem proteína) e o drink moscow mule como opções sem impostos aos consumidores. O atendimento ocorrerá das 11h às 23h.
  • O Gairdín Campo Grande disponibilizará o sanduíche Chicago, chá de frutas silvestres e café espresso. O estabelecimento funciona das 14h às 19h30 e está situado na R. Jerônimo Paes Benjamin, 91, Jd. São Bento.
  • O Bifão da Coophasul e o boteco do Bifão oferecerão o bifão acebolado isento de impostos. As unidades funcionam, respectivamente, na Rua Cotagipe, 923, Coophasul e Rua Euclides da Cunha, 1.102, Jardim dos Estados, das 11h às 22h.
  • Os restaurantes Vila Raiano Massas e Pizzas e Terroir Vino e Cucina, localizados respectivamente na Av. Mato Grosso, 2505 - Vila Suissa e Rua Vitório Zeolla, 735, Carandá Bosque, oferecerão pratos selecionados na ação, assim como o Bella Vecchia Parmê e Pizza, que atenderá exclusivamente pelo Ifood. 
  • O mercado natural Green Souk também disponibilizará produtos selecionados sem o valor dos tributos. O estabelecimento funciona das 8h às 19h, na Rua Marquês de Lavradio, 380, Tiradentes. 
  • Já na quinta e sexta (dias 23 e 24), a empresa Ibéria Cosméticos Profissionais, situada na R. Manuel Laburu, 166, no Jardim São Lourenço, oferecerá produtos capilares selecionados com isenção de impostos. O atendimento ao público será das 8h às 18h.

Dia D

Exclusivamente no sábado (25), Dia D do Feirão do Imposto, outros 17 estabelecimentos comerciais participarão da iniciativa vendendo produtos a preços reduzidos.

Veja locais:

  • A Casa Blanca Adega Bistrô comercializará chopp 340 ml por R$ 5,99. Fora da ação, o produto custa R$ 16,00. O restaurante está situado na R. Euclides da Cunha, 89, e o atendimento ocorrerá das 11h30 até as 22h30.
  • O Pátio Central Shopping terá quatro lojas com itens selecionados disponíveis para os consumidores. A Badulaque apresentará brincos, colar e óculos, com reduções que variam de 40% a 66% nos preços. A First Class Home disponibilizará lençóis de solteiro e de casal, além de um tipo de tapete, com isenções de tributos oscilam de 21% a 26% no valor final do produto. A Chilli Beans terá quatro modelos de óculos com 15% de desconto, referente à retirada do imposto. A Anita Shoes também aderiu à ação e vai oferecer alguns produtos sem tributos.
  • A loja de roupas de ginástica Dasfit, na 7 de setembro, 1090, disponibilizará peças selecionadas sem impostos. O funcionamento será das 9h às 13h.
  • A Moniday, loja de aviamentos e artesanato localizada na Rua Maracaju, 388 - Centro, também participa da ação com alguns itens. O atendimento será das 7h30 às 17h. 
  • O Studio Immanuelle Abraão Hair oferecerá unha acrílica com redução de 20% no preço e tratamentos capilares com até 30% de isenção. A empresa fica na Av. Dona Otilia Barcelos,531 no Jardim Jacy. O atendimento ocorrerá das 9h às 18h.
  •  O Studio Milena Ferreira, situado na Travessa Nelson Prudêncio,79, no bairro Vilas Boas, é outro estabelecimento que oferecerá tratamentos capilares sem imposto. O atendimento será das 7h às 18h. 
  • As 8 unidades da Farmácia Ultra Popular terão itens diversos com isenção do imposto. Os estabelecimentos estão localizados na Rua Doutor Arthur Jorge, 1836 – Centro; Rua Raquel de Queiroz, 928 – Aero Rancho; Rua Ministro José Linhares, 1014 – Vila Almeida; Rua Olímpio Klafke, 728 – Mata do Jacinto; Av Manoel da Costa Lima, 1492 – Piratininga; Av Tamandaré, 4682 – Jardim Seminário; Rua Yokohama, 1110 – Santo Amaro e Av Guaicurus, 3920 – Universitário.

MS DAY

Estado prospectou R$ 30 bilhões em investimentos nos EUA

Após semana em Nova York, Riedel volta com R$ 3 bilhões em investimentos e encaminhamento de outros R$ 27 bilhões

21/05/2024 08h30

Governador Eduardo Riedel no evento MS Day, em Nova Iorque (EUA)

Governador Eduardo Riedel no evento MS Day, em Nova Iorque (EUA) Foto: Divulgação

Continue Lendo...

O governador de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel (PSDB), voltou de Nova York, nos Estados Unidos, animado com a receptividade dos projetos estratégicos de Mato Grosso do Sul para investidores não apenas norte-americanos, mas de todo o mundo.

Pelo menos R$ 30 bilhões em novos investimentos estão no radar do governador: R$ 3 bilhões de indústrias que já confirmaram seus novos empreendimentos, e mais R$ 27 bilhões em parcerias estratégicas, que incluem rodovias, o complexo de parques em Campo Grande e a rede hospitalar (leia mais nesta edição).

O setor de logística mereceu um dia especial durante a semana repleta de eventos composta pelo road show de Mato Grosso do Sul no exterior, o MS Day, além de eventos da Lide e promovidos pelo governo brasileiro durante a Semana do Brasil em Nova York.

Somente para o projeto que prevê a concessão conjunta das rodovias BR-262, no trecho entre Campo Grande e Três Lagoas; BR-267, no trecho Bataguassu - Nova Alvorada do Sul; e MS-040/MS-338, de Campo Grande a Bataguassu, o Estado precisa captar pelo menos R$ 5,5 bilhões para investir na estrutura das estradas (Capex) e aproximadamente o mesmo valor para investimentos operacionais (Opex) no período da concessão.

O objetivo do governador Eduardo Riedel é confirmar a delegação das rodovias ao governo do Estado pela União em breve para levar a concessão a leilão na B3, a bolsa de valores brasileira, ainda no segundo semestre deste ano.

“Essas são rodovias em que nós temos de avançar. E é importante estarmos no centro econômico e financeiro do mundo, que é Nova York, porque Mato Grosso do Sul entra no radar dessa turma que está lá. Se a gente não vai, podemos perder a oportunidade de atrair R$ 27 bilhões para um pipeline (fluxo de investimentos, no jargão do mercado) que estão no radar para o próximo ano e meio”, explicou Eduardo Riedel.

Parques

No caso dos parques, a expectativa é que a modelagem seja concluída ainda neste ano, para que o complexo de parques estaduais de Campo Grande vá a leilão no primeiro semestre do próximo ano.

O plano do governo de Mato Grosso do Sul é conceder para a iniciativa privada o Parque das Nações Indígenas, o Parque Estadual do Prosa, e juntamente no pacote, equipamentos importantes como o Aquário do Pantanal.

A somatória dos investimentos necessários para as rodovias, os parques e para a rede hospitalar de Mato Grosso do Sul, que prevê pelo menos 900 leitos, é de pelo menos R$ 27 bilhões.

Captações

O governo de Mato Grosso do Sul também captou R$ 3 bilhões em investimentos. O menor deles é o único já anunciado: uma fábrica de colágeno orgânico em Terenos. Os outros são na área de bioenergia, uma indústria de papel (subproduto da celulose) e de proteína animal.

Malha Oeste

Apesar de ser estratégica para Mato Grosso do Sul, a Malha Oeste deve continuar sob administração do governo federal.

O acordo que está encaminhado é para que a Rumo revitalize o trecho entre Campo Grande e Três Lagoas, conectando-o às malhas Norte/Paulista em Aparecida do Taboado.

A concessão viria em um investimento conjunto da Suzano e da Eldorado. Na outra ponta da Malha Oeste, em Corumbá, a J&F Mineração tem interesse em revitalizar o trecho entre Porto Esperança e Corumbá.

ASSINE O CORREIO DO ESTADO

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).