Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PORTO MURTINHO

Empreiteira vai pavimentar acesso aos novos terminais portuários por R$ 25,2 milhões

Obra será bancada com recursos do Fundersul e tem prazo de 1 ano para ficar pronta
05/02/2020 08:53 - EDUARDO MIRANDA


 

A empreiteira Engenheira e Comércio Bandeirantes Ltda vai executar, em um prazo de 300 dias (quase um ano) a pavimentação dos acessos ao distrito portuário de Porto Murtinho, cidade distante 440 quilômetros de Campo Grande. O contrato, firmado em 28 de janeiro, e publicado na edição desta quarta-feira (5) no Diário Oficial do Estado é de R$ 25,2 milhões. A obra será bancada com recursos do Fundo de Desenvolvimento de Mato Grosso do Sul (Fundersul). 

O acesso à região portuária de Murtinho terá 7,19 quilômetros de extensão e ligará a BR-267 ao Rio Paraguai, ao sul da zona urbana do município. O prazo de 300 dias para conclusão das obras começará a ser contado a partir da ordem de serviço da Agência Estadual de Empreendimentos e Engenharia e Comércio (Agesul).

LOGÍSTICA
A obra integra um plano para reforçar a infraestrutura logística de Porto Murtinho e da região Sudoeste de Mato Grosso do Sul. Entre as ações previstas estão a construção de dois novos terminais fluviais para embarque de grãos e outros tipos de carga, além da construção de uma ponte sobre o Rio Paraguai ligando a cidade brasileira à paraguaia Carmelo Peralta. A ponte integra o projeto da Rota Bioceânica, que tem como objetivo criar um novo caminho entre o Centro-Oeste do Brasil aos portos de Antofagasta e Iquique, no Chile, passando pelo Chaco do Paraguai e o norte da Argentina, em cidades como Salta, por exemplo. 

A assinatura do contrato para a pavimentação de uma nova via de acesso ao porto também ocorre a poucos dias da inauguração do terminal da FV Cereais. O investimento na planta foi de R$ 110 milhões. A empresa, com sede em Dourados, já é uma das maiores exportadoras de grãos de Mato Grosso do Sul, e o terminal fluvial deve incrementar ainda mais sua logística. Apesar de ação judicial protocolada pelo Ministério Público Federal, questionando as licenças ambientais do terminal, o cronograma de inauguração foi mantido. 

Também há o projeto de implantação do terminal do grupo argentino Navios South American Logistics. O investimento nele também é de R$ 110 milhões, e a projeção é que o terminal entre em operação entre dezembro deste ano e o primeiro semestre de 2021. 

OUTRA VIA
Neste primeiro semestre, o governo federal também deve licitar outra obra rodoviária na cidade, a construção do acesso à Ponte do Rio Paraguai. Via que também partirá da BR-267, na região norte da cidade. A via terá 12 quilômetros de extensão, e deve custar pelo menos R$ 120 milhões. Os recursos estão previstos em emenda parlamentar da bancada federal no orçamento anual da União.

Felpuda


Pré-candidato a prefeito de Campo Grande divulgou vídeo em que político conhecido Brasil afora anuncia apoio às suas pretensões. O problema é que o tal líder já andou sendo denunciado por mal feitos em sua trajetória, sem contar que o pai do dito-cujo teve de renunciar ao cargo de ministro por ter ligações nebulosas com empresa de agrotóxico. Depois do advento da internet, essa coisa de o povo ter memória curta hoje não passa de coisa “da era pré-histórica”.