Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BANDEIRA VERDE

Energia ficará mais barata até o fim do ano devido à pandemia

A decisão é uma das medidas emergenciais por conta da pandemia do novo coronavírus
28/05/2020 10:17 - Bruna Aquino


A bandeira verde que deixa a conta de energia mais barata vai permanecer até dezembro deste ano, devido a pandemia do novo coronavírus, segundo decidiu em reunião na última terça-feira, a  Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A medida é em situação emergencial para aliviar a conta de luz dos consumidores e auxiliar o setor elétrico enquanto durar a pandemia. 

Segundo informações da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de MS (Agepan), os valores das bandeiras tarifárias são atualizados todos os anos e levam em consideração, parâmetros como estimativas de mercado, inflação, projeção de volume de usinas hidrelétricas, histórico de operação do Sistema Interligado Nacional, além dos valores e limites do Preço de Liquidação das Diferenças (PLD).

Dessa forma, os consumidores da Energisa MS e da Elektro em Mato Grosso do Sul, assim como do restante do País, não terão até o fim do ano o impacto do custo que as bandeiras amarela e vermelha indicam quando as condições de geração estão mais caras.

A medida prevista para os próximos meses se tornou possível após análise que considerou as contribuições à consulta pública, além do cenário de redução de carga e as perspectivas de geração de energia, segundo laudos dos técnicos da Aneel. 

Além disso, os custos cobertos pelas Bandeiras Tarifárias estão contemplados na chamada Conta-Covid – empréstimo ao setor elétrico feito junto a bancos públicos e privados, com o objetivo de aliviar os impactos da atual crise no setor elétrico. 

Bandeiras tarifárias

Segundo a Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias funciona como uma sinalização para que o consumidor de energia elétrica conheça, mês a mês, as condições e os custos de geração no País. Quando a produção nas usinas hidrelétricas (energia mais barata) está favorável, aciona-se a bandeira verde, sem acréscimos na tarifa. Em condições ruins, podem ser acionadas as bandeiras, amarela, vermelha 1 ou  2.

 

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!