Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

ECONOMIA

Exportação de tilápia aumenta 35% em Mato Grosso do Sul neste ano

O pescado lidera a classificação na produção de peixes em Mato Grosso do Sul
16/11/2020 14:26 - Naiara Camargo


De janeiro a outubro deste ano, Mato Grosso do Sul exportou 942 mil quilos de Tilápia, segundo o Departamento Técnico do Sistema Famasul. 

O número de peixes enviados para outros países representa um aumento de 35% em relação ao mesmo período do ano passado no Estado, quando foram 700 mil quilos.

Em dinheiro, arrecadação com as exportações foi de 4,8 milhões de dólares em 2020, aumentou de 11,5%, conforme dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Porém, o valor dos insumos também aumenta, assim como a exportação e produção de peixes. Houve crescimento de 35% na ração inicial; 65% na de crescimento animal e de 70% na de terminação, de acordo com piscicultores atendidos pela ATeG (Assistência Técnica e Gerencial) do Senar/MS.

 “Essa alta ocorre devido ao aumento no preço dos principais insumos que compõem a ração. É recomendável que o piscicultor precisa aumentar a eficiência dentro da porteira para garantir o lucro na hora da venda do peixe”, afirma André Nunes, coordenador de ATeG Piscicultura. 

Em 2019, foram produzidos mais de 18 mil toneladas de peixes e exportados 700 mil quilos de tilápia, enquanto em 2018 a produção ficou em 13,9 mil.

A Tilápia lidera o ranking de produção de peixes com 34,1 mil toneladas em Mato Grosso do Sul. Em segundo lugar, encontra-se o Pacu e a Patinga, com 1,3 mil toneladas. E, em terceiro, vem o Pintado, com 428 toneladas produzidas.

 
 

Felpuda


Comentários ouvidos pela “rádio peão”, em ondas curtas, são de que figurinha só ganharia apoio dos colegas caso pessoa agregada fosse “curtir a aposentadoria” de uma vez por todas. Como seu acordo político acabou naufragando nesta campanha, agora dito-cujo estaria querendo recuar e não ceder o lugar. 

Isso até poderia acontecer, se não fosse a sua, digamos, eminência parda. Afe!