Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

COMÉRCIO

Fim do ano deve gerar 1,2 mil vagas de trabalho temporário em Campo Grande

Mais de 73% dos empresários pretendem fazer contratações em dezembro
13/11/2020 09:45 - Glaucea Vaccari


Empresários dos setores de comércio, serviço e indústria devem contratar aproximadamente 1,2 mil trabalhadores temporários neste fim de ano, segundo aponta levantamento realizado pela Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG).

Pesquisa apontou que 61,76% dos empresários pretendem contratar profissionais para o período de Natal, e, dentre estes, 73% pretendem contratar apenas em dezembro.

No entanto, as contratações para vagas temporárias já começaram em novembro.

O presidente da ACICG, Renato Paniago, explica que cerca de 5% das empresas já ampliaram o quadro de funcionários e que 20% devem fazer as contratações na segunda quinzena deste mês.

“Vendedores, operadores de caixa, atendentes, repositores de mercadorias são algumas das ocupações mais comuns de vagas temporárias neste período”, explica.

Dentre as empresas que pretendem ampliar a equipe, pouco mais da metade (50,79%) deve contratar até duas pessoas, enquanto 39,68% devem agregar até 5 funcionários temporários e 10% pretende contratar temporariamente 7 ou mais pessoas. 

Mesmo considerando o cenário econômico atual, que foi impactado pela pandemia do coronavírus, 55% dos empresários afirmam que a quantidade de colaboradores contratados será a mesmo do ano passado e 22% disseram que estão contratando mais. 

Apenas 23% disseram que o número de contratações será menor neste ano, em comparação com o mesmo período de 2019.

Levantamento foi realizado em estabelecimentos dos ramos de vestuário, eletrônicos, calçados, serviços, utilidades, entre outros, entre os dias 26 de outubro a 4 de novembro.

 
 

Felpuda


Tropas de choque ligadas a alguns vereadores estão agitadas que só nas redes sociais na tentativa de desbancar a concorrência das “chefias” que querem porque querem. Querem a cadeira maior da Câmara Municipal de Campo Grande. A da presidência.

Segundo políticos mais antenados, trata-se do “segundo turno” das eleições do dia 15 de novembro, só que com apenas 29 eleitores.