Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ABERTURA DE MERCADO

Frigorífico de MS é habilitado para exportar carne à Tailândia

Em meio a pandemia, Tailândia abriu mercado e aprovou a importação dos produtos de cinco frigoríficos brasileiros
26/05/2020 18:37 - Glaucea Vaccari


Em meio a pandemia do coronavírus, a Tailândia abriu seu mercado para a carne bovina com osso, carne desossada e miúdos comestíveis de bovinos do Brasil. Cinco estabelecimentos frigoríficos foram aprovados pelo país asiático a exportar, sendo um localizado em Mato Grosso do Sul.

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), além de Mato Grosso do Sul, também foram habilitadas plantas frigoríficas do Pará, Rondônia, Goiás e Mato Grosso.  

"Mais uma boa notícia para o agro brasileiro", comemorou a ministra Tereza Cristina.

Na semana passada, o Mapa já havia anunciado a abertura do mercado da Tailândia para os lácteos.  

Segundo o secretário de Comércio e Relações Internacionais do Mapa, Orlando Leite Ribeiro, negociação realizada para a concretização da abertura do mercado asiático para carne bovina desossada, carne bovina com osso e miúdos, tem potencial de geração de receita de US$ 100 milhões nos próximos anos.  

Processo de negociação teve início em 2015 com intensas conversas entre o Mapa e o Departamento de Desenvolvimento da Pecuária e o Ministério da Agricultura e Cooperativas da Tailândia, apoiadas pela adida agrícola e pela Embaixada do Brasil em Bangkok. Recentemente, o secretário adjunto Flavio Bettarello esteve, por duas ocasiões, naquele país com as autoridades da área agropecuária.

Em 2019, a Tailândia importou de todo o mundo cerca de US$ 90 milhões em carne bovina. 

 
 

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!