Clique aqui e veja as últimas notícias!

COMBUSTÍVEL

Gasolina e diesel param de subir nos postos, mas alta acumulada é superior a reajuste na refinaria

Na última semana, o preço da gasolina nas bombas ficou em R$ 6,752 por litro, estável em relação à semana anterior
22/11/2021 22:00 - FOLHAPRESS


Quase um mês após o último reajuste nas refinarias da Petrobras, os preços da gasolina e do diesel pararam de subir nos postos. 

Ainda assim, a alta acumulada nas bombas é bem superior aos aumentos promovidos pela estatal.

Para especialistas, a diferença pode ser explicada pela evolução da cotação dos biocombustíveis misturados aos dois produtos e pelo repasse das cotações internacionais nas importações por empresas privadas.

Na última semana, o preço da gasolina nas bombas ficou em R$ 6,752 por litro, estável em relação à semana anterior. 

O valor é 6,1% superior aos R$ 6,361 verificados na semana anterior ao reajuste. O aumento na refinaria foi de R$ 0,21 por litro, mas nas bombas a alta já chega a R$ 0,39 por litro.

O preço do diesel também se estabilizou nas bombas. De acordo com a ANP, o produto era vendido na semana passada por uma média de R$ 5,356 por litro no país. 

O valor é R$ 0,37 superior ao vigente antes do reajuste nas refinarias.

O último reajuste foi anunciado pela estatal no dia 23 de novembro, com vigência a partir do dia seguinte. 

Como a gasolina e o diesel vendidos nos postos recebem a mistura de etanol e biodiesel, o impacto dos reajustes no preço final deveria ficar em R$ 0,15 e R$ 0,24, respectivamente.

Últimas notícias