Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NAS BOMBAS

Gasolina registra novo aumento de preço na semana em MS

Combustível teve alta nas últimas cinco semanas
04/07/2020 18:04 - Glaucea Vaccari


 

O litro da gasolina vendida ao consumidor voltou a ter aumento nesta semana em Mato Grosso do Sul, com preço médio de R$ 4,114 no Estado. É o que aponta levantamento da Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP), divulgado neste sábado (27)

Pesquisa foi feita em 86 postos de combustíveis do Estado, entre os dias 28 de junho até este sábado (27). Na semana anterior, a gasolina custava R$ 4,077, o que indica que houve aumento de 0,091%, ou de R$ 0,037 em dinheiro, por litro.

Quando considerado o preço mínimo, nesta semana o menor valor encontrado nos postos de combustíveis percorridos pelos técnicos foi de R$3,959, enquanto o valor máximo se manteve em R$ 4,600, o mesmo constatado na semana passada. 

No comparativo das últimas quatro semanas, a majoração no preço médio é de 3,67%. Na pesquisa realizada na semana de 7 a 13 de junho o preço médio era de R$ 3,968. Este preço subiu para R$ 4,046 na semana de  14 a 20 e junho, tendo nova elevação de 21 a 27 de junho, fechando a semana com valor de  R$ 4,077 

Em Campo Grande, o preço do litro encerrou a semana custando R$ 4,041, comercializada entre os preços de R$ 3,959 até R$ 4,589. Na semana anterior, o valor médio era de R$ 4,009, uma majoração de 0,80% de uma semana para outra. O aumento é maior no comparativo das últimas quatro semanas, de 3,86%. Na semana de 7 a 13 de junho, preço era de R$ 3,891.

O maior preço comercializado continua sendo em Corumbá, onde o valor médio é de R$4,513, também acumulando alta, tendo em vista que na semana passada preço nas bombas era de R$ 4,505. Há pelo menos cinco semanas o combustível está acima dos R$ 4 na cidade.

 

Felpuda


Conversas muito, mas muito reservadas mesmo tratam de possível mudança, e não pelo desejo do “inquilino”.

Por enquanto, e em razão de ser um assunto melindroso, os colóquios estão sendo com base em metáforas.

Até quando, não se sabe, pois o que hoje é considerado tabu poderá se tornar assunto em rodinhas de conversas.

Como dizia o célebre Barão de Itararé: “Há mais coisas no ar, além dos aviões de carreira”. Só!