Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Guedes: vidas de brasileiros em risco e a economia também impactada

Ministro da Economia disse que não há o que celebrar em meio ao efeito da pandemia
16/05/2020 02:00 - Agência Brasil


O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta sexta-feira, 15, que não há o que celebrar em meio ao efeito da pandemia do novo coronavírus. "As vidas de brasileiros estão em risco e a economia também está sob ameaça", afirmou o ministro em coletiva no Palácio do Planalto para fazer um balanço dos 500 dias de governo.

Guedes voltou a falar das duas ondas de impacto da pandemia, a primeira, da saúde e a segunda, da economia. Segundo ele, neste momento, a primeira onda é a da saúde. "Estamos sob impacto disso. Há regiões afogadas nessa onda, mas estamos tentando vencer isso", afirmou.

O ministro fez uma comparação da situação atual com a imagem de um pássaro. "Uma bela imagem sobre o drama que vivemos é o pássaro que, para voar, precisa bater as duas asas". Segundo ele, enquanto o problema da saúde não tiver equacionado, não há como voar. Mas, ressaltou, do mesmo jeito, "sem a economia funcionando, o País não consegue decolar". "As duas asas não estão sincronizadas", afirmou.

Ainda usando a imagem do pássaro, Guedes disse que a primeira asa ferida foi a da saúde, com a pandemia. E agora, afirmou, à medida que o tempo passa, o Brasil começa a ferir a "asa" da economia.

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!