Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MATO GROSSO DOS SUL

Coronavírus: governo dá mais prazo para contribuinte pagar o Refis

Decreto de Azambuja foi publicado nesta quinta-feira (26)
26/03/2020 09:26 - Eduardo Miranda


Por causa da paralisação de vários serviços e atividades comerciais para evitar a disseminação do coronavírus, o governo de Mato Grosso do Sul estendeu mais prazo para pagamento do programa de refinanciamento de dívidas (Refis). O prazo para o pagamento de parcela única dos créditos tributários foi prorrogado do dia 16 de março para 15 de junho de 2020, mesma data para o pagamento da primeira parcela dos créditos tributários com pagamento parcelado.  

O decreto assinado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e pelo secretário de Estado de Fazenda em exercício, Lauri Luiz Kenner, estabelece o dia 15 de abril como a data limite para requerimento das novas datas de pagamento.  

Também nesta quinta-feira (26), o secretário de Fazenda em exercício revogou resolução que mudava o regime de substituição tributária de estabelecimentos atacadistas. O motivo foi a paralisação de várias atividades por causa do Covid-19, doença causada pelo coronavírus. “Considerando que a mudança para a nova sistemática de arrecadação requer, por parte dos contribuintes envolvidos, adequações administrativas e operacionais, incluindo comunicação aos seus clientes e alterações de parâmetros nos softwares que utilizam, providências que exigem uma atuação conjunta com profissionais como contadores, consultores e técnicos de informática”, justificou Lauri Luiz Kenner.

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.