Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

LEÃO

Mais de 188 mil contribuintes declararam o imposto de renda em MS

Prazo para transmitir documentos foi estendido até 30 de junho
05/05/2020 13:58 - Súzan Benites


A declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) 2020 começou a ser recebida no dia 2 de março. De acordo com a Receita Federal em Mato Grosso do Sul, foram recebidas 188.831 mil declarações até esta terça-feira (5). No Brasil, o número de transmissões chegou a 13,172 milhões no mesmo período.

Em Campo Grande já prestaram contas ao Leão 77.804 pessoas. Já em Dourados 16.831 contribuintes declaram o IRPF. Em Três Lagoas foram 7.269 e Ponta Porã 4.612. 

Os  contribuintes ganharam mais dois meses para entregarem a declaração. O prazo que iria até o dia 30 de abril, foi estendido para 30 de junho. De acordo com as informações da Receita, o prazo prorrogado atende aos contribuintes confinados em casa que estavam com dificuldades para conseguir documentos. 

Segundo a Receita Federal, no Estado, a estimativa é receber a declaração de 445 mil contribuintes. Enquanto no País o número deve chegar a 32 milhões.

Além da mudança no calendário, também foi retirada a exigência de se informar o número do recibo de entrega da última declaração de ajuste anual. A alteração do prazo e a retirada da exigência da informação do número do recibo visam contribuir com o esforço governamental de diminuir a propagação do novo coronavírus (Covid-19). 

“As medidas são uma forma de evitar eventuais aglomerações de contribuintes tanto no atendimento da Receita, como também nas empresas ou instituições financeiras que fornecem informes de rendimentos e nos escritórios de profissionais e nas entidades que prestam auxílio no preenchimento das declarações”, informou a Receita Federal em Mato Grosso do Sul.

A Receita ainda recomendou que os contribuintes aproveitem o tempo em casa para separar os documentos. “É importante fazer logo a declaração, porque quem entrega antes tem prioridade na fila de restituição. E esse dinheiro, inclusive, pode ser muito bem-vindo como reforço no orçamento pessoal, familiar, nesse contexto difícil enfrentado pelo País”, informou em nota.

O programa gerador da declaração está disponível no site da Receita Federal. Quem optar por dispositivos móveis, como tablets ou smartphones, poderá baixar o aplicativo Meu Imposto de Renda nas lojas Google Play, para o sistema operacional Android, e na App Store, para o sistema operacional iOS.

O Imposto de Renda deve ser declarado obrigatoriamente por quem recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano passado, o equivalente a R$ 2.196,90 por mês, incluído o décimo terceiro. A multa por atraso de entrega é estipulada em 1% ao mês-calendário até 20%. O valor mínimo é R$ 165,74.

ALTERAÇÕES

A Receita Federal apresentou algumas mudanças para realizar a declaração em 2020: a dedução de gastos dos patrões com a previdência de empregados domésticos que não será mais permitida; em 2020, as restituições serão pagas em cinco lotes, e não mais em sete, e o primeiro lote do IR será liberado em maio, até o ano passado,o primeiro lote era liberado  em junho. Os outro quatro lotes de restituição neste ano serão pagos em junho, julho, agosto e setembro; outra mudança é que a partir deste ano, as doações a fundos de idosos, feitas diretamente na declaração neste ano(não só as do ano-base 2019), também podem ser deduzidas até o limite de 3% do imposto, com limite de 6% para todas as deduções de outros fundos.

Sobre a mudança no número de lotes e as datas, a Receita ainda não informou se haverá alteração. O primeiro, dos cinco lotes, seria antecipado de 15 de junho para 30 de maio. 

 

Felpuda


Falatório e atitude de membro da família acenderam a luz vermelha no “QG” de candidato, pois poderão causar muitos estragos. 

A tropa de choque de defensores do candidato a prefeito já foi colocada em campo e só falta falar que os genes de ambos são diferentes. 

E com relação ao dito-cujo, sabe-se que deverá ser orientado a “baixar a bola” nos próximos dias, mais precisamente até o término da campanha eleitoral.

Afinal...